Deputado planeja acumular Câmara com presidência da CBF

Vice-presidente quer lugar de Marco Polo Del Nero

Por O Dia

Rio - No mesmo dia em que o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Marco Polo Del Nero, passou a figurar numa lista de possíveis presos por envolvimento no escândalo de corrupção no futebol investigado pelo FBI, um vice-presidente da entidade do futebol nacional se antecipou e já quer saber se pode ser promovido a assumir o cargo do chefe. Antes mesmo de Del Nero deixar a presidência, o deputado federal Marcus Vicente (PP-ES) foi autorizado ontem pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados a, numa eventualidade, assumir o comando da CBF sem perder o mandato.

Atual presidente da CBF, Marco Polo Del Nero é investigado pelo FBIDivulgação

Del Nero já deu sinais de que pode tirar uma licença e se afastar da entidade diante da possibilidade de investigação. O fato ainda nem foi confirmado, mas já alvoroçou os quatro vice-presidentes da entidade e a bancada da bola em Brasília. Ontem, o secretário-geral da CBF e ex-deputado Walter Feldman esteve no Congresso, como tem feito desde que o ex-presidente da entidade José Maria Marín foi preso em maio.

Nesse cenário, Marcus Vicente se antecipou e ouviu como resposta da CCJ de que poderá seguir deputado e presidente da CBF “desde que a entidade não goze de contrato com pessoas jurídicas de direito público”. Del Nero teria dito aos mais próximos que o deputado capixaba é seu favorito para assumir a entidade. O primeiro vice, o catarinense Delfim Peixoto, não é consenso. Filho de José Sarney, Fernando Sarney também é vice da CBF.

Últimas de _legado_Brasil