Manifestantes pró-direitos dos gays são detidos na Rússia

Protesto acontecia na Praça Vermelha antes de o presidente russo Vladimir Putin abrir os Jogos Olímpicos de Inverno de Sochi

Por O Dia

Rússia - A polícia russa deteve ativistas pró-direitos dos homossexuais que tentavam protestar nesta sexta-feira na Praça Vermelha, em Moscou, e em São Petersburgo, pouco antes de o presidente Vladimir Putin abrir os jogos Olímpicos de Inverno de Sochi, disseram ativistas pró-direitos dos gays.

Os protestos se seguiram a críticas internacionais a uma lei sancionada pelo presidente russo no ano passado, proibindo a disseminação de "propaganda da homossexualidade" entre menores.

A polícia em Moscou e São Petersburgo não fez comentários de imediato sobre as declarações dos ativistas, segundo os quais dez manifestantes foram presos em Moscou e quatro na segunda maior cidade russa.

Uma lista postada no Facebook por um ativista informava que entre os detidos em Moscou estão duas mulheres suecas.

Em São Petersburgo os manifestantes foram presos depois de abrirem uma faixa com a frase "A Discriminação é incompatível com o Movimento Olímpico", disse o grupo All Out, pró-direitos dos homossexuais.

Polícia russa detém ativista de direitos gays que protesta na Praça Vermelha%2C em São PetersburgoReuters


Últimas de _legado_Mundo e Ciência