Milhares aguardam nas ruas primeira missa do Papa Francisco no Equador

População está acampada para pronunciamento do pontífice, que iniciou viagem pela América Latina nesta segunda

Por O Dia

Equador - Acampados nas ruas com sacos de dormir e estoque de alimentos, milhares de equatorianos se reuniram na cidade costeira de Guayaquil nesta segunda-feira para a primeira missa do papa Francisco em sua viagem de retorno à América do Sul.

Em seu primeiro dia completo no continente durante a viagem por três países, o pontífice argentino seguiu de Quito para a segunda maior cidade do Equador, conhecida como a "capital da banana" devido à grande presença da fruta.

"Vai ser um dia muito especial, que vou compartilhar com aqueles que amo", disse Silvia Flores, médica de 43 anos esperando na rua. "Somos todos irmãos em Cristo".

População do Equador aguarda ansiosamente pela missa do Papa Francisco em ParqueEFE

Após a missa, Francisco irá a uma escola jesuíta para visitar um velho amigo que não vê há três décadas, o padre Francisco Cortes. Quando era diretor de um seminário na Argentina, Francisco, então padre Jorge Bergoglio, enviava seminaristas para estudar teologia com Cortes, espanhol de 91 anos conhecido carinhosamente como "padre Paquito".

A ida do papa a Guayaquil tem um significado especial para o Equador, e seu presidente esquerdista, Rafael Correa, que tem sido alvo de protestos contra o governo há várias semanas.

Milhares de pessoas foram às ruas em Guayaquil e em outros lugares para protestar contra alterações fiscais e o suposto autoritarismo do Estado. Correa diz que as reformas só irão afetar os ricos e acusa seus inimigos de buscarem um golpe de Estado.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência