Palestino morre após confronto durante operação do Exército de Israel

Jovem teria morrido com um tiro na cabeça

Por O Dia

Jerusalém -  Uma operação do Exército de Israel durante a madrugada desta terça-feira no campo de refugiados de Deheisha, em Belém, na Cisjordânia ocupada, terminou em confronto e provocou a morte de um palestino, segundo o Ministério de Saúde da Palestina.

Os manifestantes lançaram coquetéis molotov contra as forças de segurançaEfe

O porta-voz do ministério, Mohammed Awawda, identificou o jovem morto como Malik Akran Shahin, de 21 anos, e morador do campo de refugiados. Ele teria morrido com um tiro na cabeça. "O confronto explodiu quando o Exército estava desenvolvendo algumas atividades na região de Deheisha. Os manifestantes lançaram coquetéis molotov contra as forças de segurança, que usaram de métodos de dispersão de massas para disseminar a multidão e evitar um aumento da violência", afirmou à Efe um porta-voz militar.

De acordo com as mesmas fontes, em outro incidente, uma pessoa foi detida em Ramala por envolvimento com o esfaqueamento de um membro da Guarda de Fronteiras de Israel no dia 30 de outubro, perto de Nablus.

Israel e Palestina vivem desde outubro uma onda de violência, na qual já morreram 117 palestino (mais da metade deles ao tentar atacar israelenses) e 19 israelenses.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência