Pelo menos 15 pessoas são detidas em protesto contra a Copa na Tijuca

Policiais usaram bombas de efeito moral

Por O Dia

Rio - Pelo menos 15 pessoas foram detidas durante protesto que reuniu cerca de 300 manifestantes em ato contra a Copa do Mundo e a Polícia Militar, na Tijuca, na noite deste sábado. Segundo o tenente-coronel que comandou a atuação do Batalhão de Grandes Eventos (BPGE), os presos foram levados para as delegacias de São Cristóvão (17ª DP), Praça da Bandeira (18ª DP) e Tijuca (19ª DP).

Manifestantes enfrentam a polícia na TijucaDaniel Castelo Branco / Agência O Dia

Em nota, a PM informou que os detidos jogaram bombas caseiras nos policiais que escoltavam a passeata. Manifestantes também foram encaminhados para a delegacia por não se deixarem revistar pela polícia. Agentes do Batalhão de Choque e da Força Nacional acompanharam a ação.

Os manifestantes se concentraram na Praça Saens Peña — que teve a estação de metrô fechada por 20 minutos — por volta das 17h, e uma hora depois, seguiram em passeata até a esquina da Gonzaga Bastos com a Baltazar Lisboa, interditando vias do bairro. No local, os ativistas, que seguiam em direção ao Maracanã, foram impedidos de continuar no trajeto e tiveram que retornar ao ponto de início.

PMs seguram jovem que estaria protestando contra a Copa na TijucaDaniel Castelo Branco / Agência O Dia
Pelo menos 15 pessoas foram detidas na manifestaçãoDaniel Castelo Branco / Agência O Dia



Últimas de Rio De Janeiro