Acusada de matar jovem de 16 anos é presa em São Gonçalo

Mulher e outra acusada, que está foragida, atearam fogo na vítima em 2005; crime teria sido motivado por vingança

Por O Dia

Junto com outra acusada%2C Lúcia sequestrou vítima%2C a enrolou em um tapete e ateou fogo%3B ela estava foragida há nove anosDivulgação

Rio - Policiais da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) do Centro prenderam, nesta terça-feira, uma mulher acusada de assassinar uma adolescente de 16 anos de idade, no dia 15 de maio de 2005. A vendedora de cosméticos Lúcia Raquel Costa de Souza, de 37 anos, estava foragida há nove. Outra acusada, Luci Leopoldina de Almeida, 35, continua foragida. Segundo a polícia, as duas enrolaram a vítima em um tapete e atearam fogo. 

Contra Lúcia, havia mandado de prisão pelo assassinato da jovem, que teve 81% do seu corpo queimado. Lúcia foi presa em casa, na Travessa Monte Aeverne 26, no Barreto, São Gonçalo.

De acordo com informações passadas por policiais da Especializada, o crime foi motivado por vingança: na época, a vítima namorava o ex-marido de Luci, que foi 'trocada' pela adolescente, segundo os policiais.

A menor foi sequestrada na comunidade Parque União, em Bonsucesso, onde morava, por Luci e Lúcia, e levada em um carro até um parque público em Quintino, na Zona Norte. Lá, as acusadas enrolaram a adolescente em um tapete e atearam fogo. Com 81% do corpo queimado, ela foi socorrida e levada para o Hospital do Andaraí. Oito dias depois, no dia 23 de maio, ela não resistiu aos ferimentos e faleceu.

Últimas de Rio De Janeiro