Carinho tem sido a melhor arma de Pezão contra o câncer

Governador se emociona diariamente com homenagens

Por O Dia

Rio - Internado desde o dia 12 no Hospital Pró-Cardíaco, em Botafogo, onde iniciou tratamento contra um linfoma não-Hodgkin anaplásico de células T ALK positivo, o governador Luiz Fernando Pezão tem se emocionado com as demonstrações de carinho que tem recebido desde que descobriu a doença.

Na noite deste sábado, por exemplo, jogadores do Volta Redonda Futebol Clube entraram em campo contra o Flamengo, no Estádio da Cidadania, na Cidade do Aço, ostentando uma faixa, com as seguintes inscrições: "Força Pezão e todos que enfrentam o câncer".

Faixa incentivando Pezão na luta contra o câncer emocionou governadorFrancisco Edson Alves / Agência O Dia

Informado por telefone sobre a homenagem, Pezão se emocionou ao receber a imagem pelo celular, enviado pela reportagem do DIA: "Que legal! Muito obrigado", agradeceu, depois de ter enfrentado a primeira sessão de quimioterapia. Na sexta-feira, o governador já havia demonstrado emoção também com um vídeo enviado por uma menina, de nome Luma, que cantou o trecho de uma de suas músicas de campanha eleitoral.

"Estou bem e confiante! Quero agradecer a todos pelas orações e também pelas manifestações de carinho, como essa da minha amiguinha Luma!", escreveu Pezão em sua página no Facebook. No mesmo dia, ele voltou a usar as redes sociais: "Vou encarar com determinação e muita firmeza", escreveu. "Se Deus está me colocando essa provação, é sinal que Ele vai me dar os instrumentos para eu sair dessa mais forte ainda", disse o governador, que completa 61 anos na terça-feira.

De acordo com parentes e amigos, dezenas de pessoas têm ido ao hospital diariamente, na esperança de ver o governador, mas as visitas estão proibidas, por conta do início do tratamento. Segundo os médicos, Pezão responde bem às primeiras intervenções médicas para o combate ao câncer. Ele deve passar por seis a oito ciclos de quimioterapia, em procedimentos que devem durar em torno de seis meses.

Em nota, a assessoria do governador informou que Pezão "encerrou o primeiro ciclo da quimioterapia para combater um linfoma não-Hodgkin anaplásico de células T ALK positivo. Ele reagiu bem às primeiras três sessões para aplicação dos medicamentos. O tratamento ainda incluirá de seis a oito ciclos de 21 dias, sendo três dias de quimioterapia e 18 dias de descanso".

"Agradeço, mais uma vez, as manifestações de carinho que tenho recebido e desejo a todos feliz Páscoa", afirmou Pezão.

Últimas de Rio De Janeiro