‘Nunca vi situação financeira tão trágica’, diz Dornelles sobre crise estadual

Ele assumiu cargo para que Pezão pudesse se licenciar por 30 dias para se tratar de linfoma não-Hodgkin

Por O Dia

Rio - Depois de 57 anos de vida pública atuando na política e com passagens por ministérios e pelo Senado Federal, o governador em exercício do Rio, Francisco Dornelles disse nesta terça-feira que “nunca viu uma situação financeira tão trágica”, ao se referir à crise na economia fluminense. Aos 81 anos, Dornelles assumiu o cargo, na terça-feira, para que o governador Luiz Fernando Pezão pudesse se licenciar por 30 dias para se tratar de um linfoma não-Hodgkin, um tipo de câncer raro e agressivo.

Francisco Dornelles se mostrou espantado com o encargo que terá pela frente. “Eu tive um grande desafio na carreira quando Tancredo Neves faleceu, e eu acabei assumindo o Ministério da Fazenda. Mas essa situação que encontrei hoje é a mais trágica que já tive de lidar em toda a minha carreira política”, disse o governador em entrevista ao RJTV.

Dornelles disse que sua maior preocupação é com salário de servidoresAgência O Dia

Dornelles admitiu que a maior preocupação é com o pagamento do salário de março dos servidores estaduais. Ele manteve o calendário para o 10º dia útil de abril, como já havia anunciado. “Olha, a data está marcada para 10º dia útil e vamos fazer todo o possível para honrar esse compromisso. Hoje não temos caixa. Estamos administrando a arrecadação e vamos analisar como serão os primeiros dias do mês, período com mais receita. Além disso, contamos com operações de crédito para quitar a folha. Estamos procurando recursos aonde for possível”, prometeu.

Segundo ele, nesta quinta-feira será feito o pagamento dos servidores do Judiciário, do Ministério Público, do Tribunal de Contas, da Defensoria Pública e da Assembleia Legislativa. “Devo fazer um grande esforço pra manter toda a programação do governador Pezão, principalmente a nossa obrigação com funcionalismo público. Nossas obrigações constitucionais com esses servidores nós vamos cumprir. Todos receberão até o fim do mês”, prometeu.

Últimas de Rio De Janeiro