Em 24 horas, sete pessoas foram baleadas no Complexo do Alemão

Homem ferido foi levado à Unidade de Pronto Atendimento do conjunto de favelas após confronto nesta tarde. Ontem, dois policiais militares, três homens e uma criança foram baleados

Por O Dia

Rio - Sete pessoas foram baleadas em confrontos ocorridos no Complexo do Alemão, Zona Norte do Rio, nas últimas 24 horas. Na tarde deste sábado, por volta das 14h, policiais militares da Unidade de Polícia Pacificiadora (UPP) Fazendinha foram checar denúncia sobre barricadas montadas na Rua Austregésilo, quando foram recebidos a tiros por criminosos armados. Os agentes revidaram, dando início a uma troca de tiros.

Os bandidos fugiram e ninguém foi preso. Pouco depois, policiais souberam que um homem baleado tinha dado entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Alemão. Ainda não há informações do estado de saúde e da identificação dele. Também não se sabe se o homem estava envolvido no confronto. Em nota, a Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CCP) disse que o policiamento no conjunto de favelas foi reforçado. A ocorrência foi registrada na 45ª DP (Alemão).

Dois PMs, três homens e uma criança baleados nesta sexta-feira

O tiroteio de hoje ocorre após uma guerra registrada nesta sexta entre policiais e traficantes no conjunto de favelas. Os confrontos ocorridos ao longo da tarde e da noite de ontem deixaram pelo menos seis pessoas feridas, sendo dois policiais militares, três homens e uma criança de 7 anos.

A primeira troca de tiros aconteceu por volta das 16h30 em uma rua sem saída do Complexo do Alemão. Os policiais da UPP Nova Brasília que faziam patrulhamento naquela localidade se depararam com homens armados que efetuaram disparos contra os agentes. Houve confronto, mas os suspeitos conseguiram fugir.

Durante buscas na região, policiais encontraram 123 papelotes de maconha deixados pelos traficantes. Ao verificarem as unidades de saúde da região, os policiais descobriram que um homem havia dado entrada baleado no Posto de Assistência Médica (PAM) de Del Castilho. O caso foi registrado na Central de Flagrantes, da Cidade da Polícia, no Jacarezinho.

Por volta das 19h, traficantes passaram a realizar disparos contra os policiais das UPPs Nova Brasília e Alemão que faziam patrulhamento em alguns pontos do conjunto de favelas. Houve revide. Durante uma ação na localidade do Largo do Bulufa, um policial da UPP Alemão foi atingido. Ele foi socorrido para o Hospital Estadual Getúlio Vargas (HEGV), na Penha, onde foi medicado e liberado. Outro militar, da UPP Nova Brasilia, também se feriu sem gravidade e foi atendido na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Complexo do Alemão.

Um homem foi preso com um mandado de prisão em aberto e conduzido para a Cidade da Polícia. Agentes do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE), do Grupamento de Intervenções Táticas (GIT) das UPPs e do Batalhão de Polícia Militar da Maré (22º BPM) reforçaram o policiamento nas comunidades com o uso, inclusive, de um veículo blindado.

Em buscas pelas unidades de saúde da região, policiais da UPP Alemão encontraram dois homens e um menino feridos por arma de fogo. A criança, identificada como Iury de Souza Calheiro, de 7 anos, e um jovem estavam na UPA do Alemão. A terceira vítima deu entrada no Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha.

Iury de Souza Calheiro foi transferido da UPA do Alemão para o Hospital Municipal Souza Aguiar, no Centro, onde ele estava internado, na tarde deste sábado. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, ele passou por uma cirurgia, tem o quadro de saúde estável, mas segue sem previsão de alta.

Últimas de Rio De Janeiro