POBRE AMÉRICA DO SUL

Por O Dia

As Eliminatórias revelaram com clareza a pobreza do futebol praticado no nosso continente. O Brasil se classificou chupando picolé muito pela categoria dos seus jogadores sob o comando arejado do Tite, contrapondo com a má qualidade dos adversários. O pobre futebol apresentado pelas demais equipes merece uma reflexão. Argentina e Uruguai, que tradicionalmente sobravam, se arrastam em campo tropeçando na própria incompetência. Messi (foto), um dos mais importantes do mundo, não brilha e erra jogadas como um principiante. Cavani, olha para os lados como procurando por Neymar e Mbappé. O Chile, nosso último adversário, que alguns colegas elegeram como nova potência mundial, se arrasta ameaçadíssimo, e os demais dão pena. Passamos bem rumo a mais um Mundial, mas é bom conter o entusiasmo, sobramos na nossa turma, mas isso não nos faz favoritos. O clima do "já ganhou" é um inimigo feroz.

Comentários

Últimas de Esporte