Elixir em forma de

Bebida ajuda na prevenção do diabetes e reduz até risco de morte, dizem estudos

Por O Dia

Café contém antioxidantes que beneficiam o coração e protegem contra o câncer, diz estudo
Café contém antioxidantes que beneficiam o coração e protegem contra o câncer, diz estudo - Pixabay

Bebida preferida dos brasileiros para começar o dia e encerrar as refeições, o café não só melhora a atenção como também diminui o risco de diabetes e até de morte. É o que garantem recentes estudos que analisaram o efeito do consumo diário de quatro xícaras no organismo. Segundo pesquisadores do Aarhus University Hospital, na Dinamarca, essa quantidade pode reduzir em até 25% a chance de os níveis de glicose se elevarem demais no sangue. Já a probabilidade de um óbito precoce se torna 66% menor, de acordo com cientistas do Hospital Pamplona, na Espanha.

No trabalho dinamarquês, detectou-se que os benefícios do café na prevenção do diabetes se deve ao cafestol, composto abundante na bebida. Roedores que receberam doses da substância apresentaram taxas mais baixas de açúcar no sangue (queda de 28% a 30% após dez semanas de experimentos) e maior sensibilidade à insulina. A descoberta foi divulgada no Journal of Natural Products, da Sociedade Americana de Química.

Após monitorar 20 mil pessoas por uma década, a pesquisa espanhola concluiu que a diminuição do risco de morte está associada à ação de antioxidantes presentes no café, cujos efeitos anti-inflamatórios beneficiam o coração e evitam o câncer. Indivíduos que ingeriam quatro xícaras por dia tinham 64% menos chances de morrer comparados àqueles que nunca ou raramente consumiam a bebida. Os voluntários eram saudáveis e tinham entre 25 e 60 anos.

Um outro estudo publicado recentemente, feito no Imperial College London, na Inglaterra, demonstrou que o café melhora a função do fígado e do sistema imune. Foram analisadas 520 mil pessoas. E cientistas da Universidade da Tasmânia, na Austrália, observaram que é mais difícil lembrar novas informações quando não se ingere a bebida pela manhã. Participaram da pesquisa 55 consumidores regulares de café, com média de idade de 30 anos.

Comentários

Últimas de Vida Saudável