Ministro do TCU dá mais 30 dias para defesa de Dilma sobre contas de 2015

Um junho o Tribunal de Contas da União apontou a repetição de irregularidades, a exemplo do ocorrido em 2014 nas contas do Governo Federal

Por O Dia

Brasília - O ministro do Tribunal de Contas da União (TCU) José Múcio Monteiro concedeu mais 30 dias corridos de prazo para que a presidenta afastada Dilma Roussef apresente defesa sobre os questionamentos do TCU a respeito das contas do governo de 2015. A decisão, tomada na noite desse sábado, foi confirmada neste domingo pela assessoria do tribunal.

Em junho deste ano, os ministros do TCU aprovaram por unanimidade o relatório do ministro José Múcio.

Ministro José Múcio Monteiro na sessão que%2C em junho%2C analisou as contas de 2015 da presidente afastada Dilma RousseffJosé Cruz/Agência Brasil

Na ocasião, mesmo já tendo apontado a repetição de irregularidades, a exemplo do ocorrido em 2014, o ministro informou não ter condições de as contas serem apreciadas pelo tribunal e concedeu prazo de 30 dias para que a presidenta respondesse os questionamentos feitos pelo TCU.

O prazo normal terminaria hoje. O prazo adicional de 30 dias começa a valer a partir da notificação, o que pode ocorrer na segunda-feira. Ao todo, foram apresentados 19 questionamentos pelo TCU e outros cinco pelo Ministério Público.

Últimas de Brasil