Caixa antecipa segunda etapa de saques de FGTS para sábado

Segundo presidente do banco 7,7 milhões de trabalhadores têm R$ 11, 2 bilhões a receber de contas inativas

Por O Dia

Rio - A Caixa antecipou a data de início dos saques das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço para os nascidos nos meses de março, abril e maio da próxima segunda-feira para este sábado. O anúncio foi feito pelo presidente da Caixa, Gilberto Occhi, que divulgou ainda que os saques da primeira fase do programa foram maiores que o esperado e 85% dos recursos já foram retirados.

Segundo o presidente do banco, os saques começarão no sábado para 7,7 milhões de trabalhadores que têm R$ 11,2 bilhões a receber em contas inativas. Desse universo de brasileiros, 2,3 milhões receberão automaticamente o dinheiro em conta corrente ou poupança por já terem relacionamento bancário com a Caixa. Esse grupo receberá crédito de R$ 2,9 bilhões no próprio sábado. 

"Será uma oportunidade para diversas situações para o trabalhador usar o dinheiro", disse o presidente da Caixa, ao citar que em seguida haverá o feriado de Sexta-feira Santa.

Saques de contas inativas do FGTS para nascidos em março, abril e maio, vão estar disponíveis a partir de sábadoDivulgação

Os saques no sábado acontecerão em 2,1 mil agências em todo o Brasil - que funcionarão das 9 horas às 15 horas - e outras 200 agências terão plantão com funcionários no autoatendimento.

Na primeira fase, 1,8 mil pontos de atendimento abriram no sábado. Na segunda, terça e quarta-feira seguintes, as agências abrirão duas horas mais cedo.

Occhi também anunciou que 85% do dinheiro liberado na primeira fase - para os nascidos entre janeiro e fevereiro - já foi sacado com poucas semanas do programa. Mesmo com o prazo final para o saque desse grupo terminar apenas em junho, os saques já superaram a previsão original do banco, de saque de 80% do dinheiro.

Ao todo, 4,807 milhões de trabalhadores sacaram R$ 5,935 bilhões, conforme dados até a segunda-feira, dia 3. "Com menos de 30 dias, é um índice impressionante", disse Occhi.

Caixa publica regras para uso de FGTS como fundo de garantia

Mais de um ano depois, o governo tirou do papel a possibilidade de usar o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) como garantia de empréstimo consignado, aquele com desconto na folha de pagamento. Nesta terça-feira, a Caixa publicou as regras de funcionamento da linha de empréstimos, o que permite que outros bancos possam firmar convênios com as empresas para que seus trabalhadores tenham acesso ao financiamento.

O conselho curador do FGTS já tinha decidido, em dezembro do ano passado, que a taxa máxima de juros cobrada pelos bancos nesta linha será de 3,5% ao mês e o prazo máximo para o pagamento do empréstimo será de 48 meses. Os juros ficaram maiores do que os cobrados nas operações para os aposentados do INSS, que caíram na semana passada de 2,34% para 2,14%.

O trabalhador vai poder usar 10% do saldo do FGTS e a totalidade da multa rescisória (de 40% sobre o total depositado pelo empregador) como garantia para um empréstimo consignado.

Últimas de Brasil