Ministro da Ciência diz que pode faltar verba para pesquisas em 2018

Gilberto Kassab quer reverter corte de R$ 1,2 bi no orçamento da pasta

Por O Dia

Rio - O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, disse, nesta sexta-feira, que a pesquisa e até a operação de usinas nucleares podem ficar sem dinheiro se os cortes no orçamento da pasta para 2018 não forem revertidos.

Gilberto Kassab diz que corte no orçamento do Ministério da Ciência e Tecnologia pode deixar pesquisas sem verbaMCTIC/Ricardo Fonseca

Para o próximo ano, o governo planeja um corte de R$ 1,2 bilhão da pasta em relação ao que foi previsto para a área em 2017. “E no Orçamento de 2018 foi encaminhado para o Congresso Nacional algo que será impossível de atender: a redução significativo do orçamento de 2017. É impossível, porque usina nuclear precisa de combustível, as universidades precisam de internet, as bolsas de estudo não podem ser paralisadas, senão você perde tudo o que foi investido”, ressaltou Kassab após participar da assinatura de um convênio entre a Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) e o Ministério da Saúde.

Segundo Kassab, ainda para este ano o ministério espera o repasse de R$ 1 bilhão para honrar todos os compromissos. “Nós, após alguns meses de mobilização, conseguimos reverter esse corte linear, R$ 3 bilhões que faltavam para que o orçamento de 2017 fosse cumprido. Foi reduzido para R$ 1 bilhão, que precisam ser atendidos no mês de dezembro”, acrescentou.

Últimas de Brasil