Galvão Bueno ataca Felipe Melo e aconselha: 'pare de dar entrevista'

Narrador afirma que meia deu motivo para que começasse a confusão

Por O Dia

São Paulo - Galvão Bueno aconselhou Felipe Melo, na última segunda-feira, durante o programa 'Bem, Amigos!'. Para o narrador, o meio-campista do Verdão tem parte da responsabilidade pela confusão que aconteceu após o final do jogo entre o Peñarol e Palmeiras, pela Libertadores, devido a declaração polêmica sobre 'dar tapa na cara de uruguaio', dada no início do ano, durante sua apresentação no time paulista.

Felipe Melo pegou um gancho de três jogosDivulgação/Ag. Palmeiras/Cesar Greco/

"Que sirva de lição ao Felipe, que está fazendo um belíssimo trabalho no Palmeiras, de que ele não é obrigado a cada entrevista ao final do jogo dar uma opinião polêmica, que tem acontecido isso, porque acaba levando a problemas futuros. Criou um personagem, já foram outras respostas polêmicas desnecessárias'', criticou Galvão Bueno.

"Ele deu motivo para que começasse a confusão. Ele é inteligente, ótimo jogador, está fazendo um belíssimo trabalho no Palmeiras. Então, Felipe, pare de dar entrevista. Pra quê que a cada jogo tem que dar uma entrevista polêmica? E foram tantas, não vou aqui repetir, porque eu não tenho a menor intenção de perseguir", aconselhou o narrador.

Na última quarta-feira, a Conmebol decidiu suspender Felipe Melo pelos próximos três jogos do Palmeiras pela Copa Libertadores. A punição aplicada pela entidade é de caráter provisório e se estende também a outros três uruguaios do Peñarol, que assim como o brasileiro, se envolveram na briga ao fim da partida.

Últimas de Esporte