Uma sacola lotada de reforços no Botafogo

Novo gerente, Antônio Lopes é apresentado e afirma que 13 contratações estão encaminhadas

Por O Dia

Rio - O discurso segue a cartilha da nova diretoria. A política de austeridade tem que ser mantida a qualquer custo, mas depois de perder 20 jogadores entre dispensas, negociações e saídas com participações da Justiça, o Botafogo precisava ir ao mercado. O novo gerente de futebol, Antônio Lopes, foi apresentado oficialmente ontem e chegou com 13 reforços engatilhados para o time que terá como principal objetivo em 2015 a conquista da Série B do Brasileiro.

Antônio Lopes é apresentado no BotafogoMárcio Mercante

Do pacotão, oito dependem apenas da aprovação nos exames médicos. O número é expressivo. Os nomes, entretanto, não chegam a provocar empolgação na torcida alvinegra. Além dos zagueiros Alisson (ex-Paraná), e Roger Carvalho (ex-Vitória), dos meias Diego Jardel (ex-Avaí) e Guilherme Camacho (ex-Guaratinguetá) e do atacante Rodrigo Pimpão (ex-América-RN), também foram confirmados o meia Elvis (Tombense), o atacante Tássio (ex-Bragantino) e o defensor Diego Giaretta (ex-Atlético-GO), que retorna ao clube após seis anos.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Botafogo

Aos 73 anos, Lopes completa o álbum de grandes clubes cariocas. O Botafogo era a figurinha que faltava e este foi um dos motivos que o fizeram aceitar o desafio.
O orçamento limitado é uma pedra no caminho para a formação do elenco, mas jogadores de bom nível que estão disponíveis poderão receber uma atenção especial.

“Vamos contratar jogadores com um perfil competitivo, dentro de uma faixa salarial. O salário vai depender da qualidade do jogador. Alguns serão contratados dentro de uma limitação, mas também teremos jogadores com salários acima. Tudo depende da qualidade”, afirmou Lopes, que não tem dúvida de qual será objetivo na temporada:

“Temos a obrigação de vencer a Série B para voltar à elite. É claro que estamos pegando um Botafogo em baixo astral. Temos que resgatar autoestima e essa é nossa primeira providência”.

Jefferson pode não se apresentar

Prioridade da diretoria alvinegra, Jefferson pode não se reapresentar juntamente com o grupo na quinta-feira. O goleiro está insatisfeito com a demora para a apresentação da proposta para o pagamento dos mais de R$ 2 milhões que ele tem a receber do clube.

A situação, entretanto, não desespera a cúpula de futebol. Isso porque o Botafogo terá suas receitas desbloqueadas a partir de quarta-feira e entrará em contato com o camisa 1 para negociar o quitamento da dívida. O gerente Antônio Lopes acredita na permanência do capitão. “ Tenho quase certeza que ele ficará”, disse.