Após reunião, Gilson Kleina deixa o comando do Palmeiras

Técnico não suportou a derrota por 2 a 1 para o Sampaio Corrêa e acabou demitido após conversa com Paulo Nobre

Por O Dia

São Paulo - Gilson Kleina não é mais técnico do Palmeiras. Após reunião nesta quinta-feira, o presidente Paulo Nobre resolveu demiti-lo depois de três derrotas consecutivas e apenas uma vitória no Campeonato Brasileiro. A derrota, de virada, por 2 a 1 contra o Sampaio Corrêa pesou para a decisão da alta cúpula alviverde.

O presidente Paulo Nobre vai se pronunciar sobre o assunto no fim da tarde desta quinta-feira, após o treino da equipe, na Academia de Futebol.

Gilson Kleina foi demitido do PalmeirasDivulgação

Esta não foi a primeira vez que Gilson Kleina balançou no comando técnico do Palmeiras. A eliminação para o Ituano, nas semifinais do Campeonato Paulista, e a derrota por 4 a 2 para o Flamengo no último domingo, também conturbaram o ambiente. No ano passado, ele foi mantido depois da derrota vexatória para o Mirassol por 6 a 2, no Estadual, e do revés contra o Atlético-PR e eliminação das oitavas de final da Copa do Brasil.

Contratado em setembro de 2012 com o intuito de livrar a equipe do rebaixamento, Gilson Kleina possui 105 partidas no comando técnico do Palmeiras, sendo 56 vitórias, 20 empates e 29 derrotas - um aproveitamento de 60,25%. Nesta temporada, o comandante perdeu seis jogos.