A Palinha do Apolinho: Haja incompetência no Flamengo

Rubro-negro apresentou muitas falhas e foi derrotado pelo Palmeiras

Por O Dia

Rio - O Palmeiras não jogou o suficiente para vencer o Flamengo com tanta facilidade. O resultado se deve à má atuação do time no primeiro tempo, quando tomou dois gols de Deyverson aproveitando falhas de Rafael Vaz e Rhodolfo. No intervalo, Reinaldo Rueda mandou Vinicius Júnior para o lugar de Cuéllar e nada aconteceu. Tirou Arão, botou Márcio Araújo, e Rodinei no lugar de Renê. O time piorou, se desarrumou e passou a tentar a reação em jogadas individuais, sem sucesso. O Palmeiras passou a administrar a vantagem, comendo o tempo útil de bola rolando e esperando os espaços para emplacar o terceiro gol nos contra-ataques. Foi uma pálida atuação do Flamengo, bem diferente da exibida na rodada anterior diante do Cruzeiro, que deixou muito preocupada a torcida, principalmente projetando os dois jogos com o Junior de Barranquilla na decisão da Copa Sul-Americana. O presidente Bandeira de Mello precisa dar uma dura nessa galera.

Flamengo foi derrotado em São PauloGilvan de Souza / Flamengo / Divulgação

CANSADO, FOGÃO TÁ VIRANDO O FIO

O desgaste das equipes no Campeonato Brasileiro é visível, explicando a queda de produção e a má qualidade dos espetáculos. O calendário atual é absurdo e alcança a todos, mas causa mais danos aos clubes com elencos curtos e, entre esses, o Botafogo é um bom exemplo. O técnico Jair Ventura faz o que pode, mas sente as baterias do seu grupo pedindo troca. Jogadores importantes como Bruno Silva e Rodrigo Pimpão, por exemplo, estão visivelmente desgastados, jogando mesmo na base da superação.

PEDALADAS

Em completo anonimato, vai para a quarta rodada o Campeonato Brasileiro de Aspirantes, uma das geniais criações da turma da CBF, que vem sendo disputado por dez clubes.

Técnicos de futebol se reúnem para tratar de mecanismos de defesa da profissão.

O Náutico e o Santa Cruz estão quase rebaixados à Terceira Divisão e o Sport vem muito ameaçado de queda na Primeira. Sempre presentes, os torcedores pernambucanos não merecem levar esse duro castigo.

BOLA DENTRO

O Vasco reagiu no segundo tempo, empatou em 1 a 1 com o São Paulo no retorno ao Estádio de São Januário e chegou ao décimo jogo sem derrota sob o comando do técnico Zé Ricardo.

BOLA FORA

Se fosse prova do Enem, os dois gols do Palmeiras reprovariam sem apelação a defesa do Flamengo. Rafael Vaz e Rhodolfo entregaram o ouro. Foram falhas de principiantes.

 

 

 

 

Últimas de _legado_A palinha do Apolinho