Ano novo com dinheiro no bolso para o Vascão

Nova diretoria já negocia com patrocinadores. Acordos podem chegar a R$ 30 milhões anuais

Por O Dia

Rio - A Série B ainda não acabou, mas a nova diretoria do Vasco, que vai assumir oficialmente no próximo dia 2, já começa a arrumar a casa. Determinados a montar um time mais competitivo e dar fôlego financeiro ao clube, o presidente eleito Eurico Miranda e seus aliados viabilizam novos patrocínios para 2015. Das conversas já iniciadas, as negociações com a Coca-Cola e a empresa aérea TAP é que aparecem mais adiantadas. Juntos, os dois acordos passariam dos R$ 30 milhões anuais.

Vasco pretende retornar à elite com tudoAndré Mourão / Agência O Dia

Enquanto a empresa do ramo de bebidas injetaria aproximadamente R$ 20 milhões, a companhia portuguesa pagaria algo em torno dos R$ 12 milhões para estampar a sua marca no uniforme do Vasco. Com a volta garantida à Primeira Divisão e o aumento considerável de exposição do clube na mídia, os futuros dirigentes não escondem o otimismo ao planejar a próxima temporada.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Vasco

‘AJUDA’ DO SAMBA

Um dos homens de frente do Vasco nas negociações é Fernando Horta, presidente Da escola de samba Unidos da Tijuca e futuro vice-presidente geral de Eurico Miranda. Com isso, a nova cúpula também já começa a avaliar o mercado e levantar nomes de reforços de peso para equipe ano que vem.

Se por um lado a nova gestão busca novos recursos, por outro, os dirigentes que assumirem o Vasco terão A árdua missão de enxugar a folha salarial do clube. No futebol, por exemplo, houve um custo de mais de R$ 3 milhões nesta temporada pagando os salários do lateral-direito Nei, do volante Sandro Silva e do goleiro Michel Alves, que nem sequer treinaram com o grupo. Dos três, apenas o último terá vínculo encerrado em dezembro. Os outros dois têm mais um ano de contrato.