Fãs fazem fila para se despedir do ator Bud Spencer

Em frente ao caixão foi posta uma bandeira da Lazio e uma lata de feijão, em referência ao famoso filme 'Dois anjos da pesada'

Por O Dia

Itália - Está sendo velado nesta quarta-feira o ator italiano Carlo Pedersoli, mais conhecido como Bud Spencer, morto na última segunda aos 86 anos de idade. A cerimônia acontece no Campidoglio, sede da Prefeitura de Roma, onde dezenas de pessoas fazem fila para dar seu adeus ao astro do "spaghetti western", o faroeste à moda italiana. Em frente ao caixão foi colocada uma bandeira da Lazio, time de coração de Spencer, e uma lata de feijão, em referência ao filme "Dois anjos da pesada" (1973), cujo nome original é "Anche gli angeli mangiano fagioli" ("Os anjos também comem feijões").

Corpo do ator Bud Spencer foi velado na Prefeitura de Roma EFE

Clássico do estilo que levou o ator ao estrelato, o longa é um dos mais amados pelos seus fãs. "Ele era um homem livre, com uma imensa alegria de viver. Ele tinha curiosidade de saber o que existe no além e agora deve estar dançando sob as estrelas", disse Christiana, filha de Spencer.

Já a prefeita de Roma, Virginia Raggi, afirmou que o ator era uma pessoa "extraordinária". "Estamos aqui para dar a última saudação ao gigante bom que nos fez sorrir e crescer. Muitos de nós cresceram com os seus filmes, nos quais o bem sempre vencia o mal. Foi um modelo de empenho esportivo e um grande trabalhador", acrescentou.

Imagens de Bud Spencer no velório nesta quarta-feira EFE

Nascido em 31 de outubro de 1929, em Nápoles, Spencer construiu uma longa trajetória, estrelando não apenas produções de apelo popular, mas também suspenses, dramas e obras de cinema de autor, como "Cantando dietro i paraventi", de Ermanno Olmi.

Mas sua fama veio com as parcerias com Terence Hill no faroeste à italiana. O ator nunca escondeu certa amargura por não ser suficientemente reconhecido em seu meio. "Na Itália, eu e Terence Hill simplesmente não existimos, apesar da grande popularidade que temos entre as crianças e os mais jovens", lamentou há alguns anos.

Em 2010, Spencer recebeu o prêmio David di Donatello pelo conjunto de sua obra. Além de ator, ele também foi nadador, tendo sido o primeiro italiano a completar os 100 m nado livre em menos de um minuto. Após o fim da Segunda Guerra Mundial, sua família se mudou para o Brasil, onde Spencer trabalhou por três anos no consulado da Itália em Recife.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência