Caso Ahmad: Pai tinha feito denúncia sobre filho ser terrorista

Homem alertou autoridades em 2014

Por O Dia

Estados Unidos - O pai do homem acusado de participar dos ataques em Nova York e Nova Jersey, Ahmad Khan Rahami, alertou em 2014 às autoridades que o filho era terrorista.

Agentes federais tomaram nota da declaração de Mohammed Rahami, e a denúncia foi transferida ao Grupo de Trabalho contra o Terrorismo, dirigido pelo escritório do FBI de Newark. Os oficiais abriram então uma ‘avaliação’, primeiro passo para uma investigação do FBI, e convocou o pai de novo, embora nesta ocasião ele retirou a queixa, alegando que fizera o comentário porque “estava zangado”.

As autoridades federais localizaram notas e um computador de Ahmad no qual aparecem menções à rede terrorista Al Qaeda e ao seu ex-líder Osama bin Laden. O material achado sugere que Ahmad lia múltiplas ideologias radicais de diferentes grupos terroristas. No computador de Rahami também foram encontradas referências aos atentados da maratona de Boston em 2013.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência