Traficantes de seres humanos jogam cerca 180 pessoas no mar do Iêmen

Pelo menos cinco pessoas morreram e outras 50 estão desaparecidas. Caso deste tipo é o segundo em 24 horas

Por O Dia

Iêmen - Ao menos cinco migrantes africanos morreram, e outros 50 estão desaparecidos, após terem sido jogados ao mar nesta quinta por traficantes de seres humanos perto da costa do Iêmen. Este é o segundo caso deste tipo em 24 horas. A informação foi confirmada pela Organização Internacional para as Migrações (OIM).

Segundo a organização, os traficantes jogaram no mar cerca de 180 pessoas procedentes da Somália e da Etiópia. Na véspera, fizeram a mesma coisa com outros 120 migrantes dessa região perto do litoral da província de Chabua, no sul do Iêmen. De acordo com a OIM, cerca de 50 pessoas morreram, mas apenas 29 corpos foram resgatados.

O grupo afirmou que trabalha ativamente com o Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) para sepultar os mortos e atender aos sobreviventes. Os migrantes procedentes do Chifre da África continuam chegando ao Iêmen, um país pobre e assolado pela guerra, na esperança de ir para países do Golfo. 

Últimas de _legado_Mundo e Ciência