Argentina aumenta esforços para encontrar submarino desaparecido

Embarcação com 44 passageiros fez seu último contato na quarta-feira

Por O Dia

Buenos Aires - A Marinha da Argentina está aumentando os esforços de busca pelo submarino desaparecido há três dias. O porta-voz da Marinha, Enrique Balbi, explicou neste sábado que a área de busca na costa do país foi expandida e que seis países estão colaborando com a missão de encontrar o submarino ARA San Juan, incluindo Estados Unidos, Grã-Bretanha. O Brasil também manifestou apoio e se ofereceu para participar dos trabalhos de busca.

A última vez que autoridades argentinas conseguiram contato com o submarino foi na quarta-feira, por volta das 23 horas. Haviam 44 tripulantes no submarino, que estava deixando o Ushuaia, na região Sul do País, a caminho de Mar del Plata, na parte central da costa atlântica.

O presidente argentino Mauricio Macri escreveu no Twitter que o país usará "todos seus recursos necessários, nacionais e internacionais, para encontrar o submarino". Do Vaticano, o Papa Francisco, que é argentino, disse que está fazendo orações pela tripulação.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência