Chuva dá trégua no Rio Grande do Sul e famílias voltam para casa

Defesa Civil informou que 7.170 pessoas continuam desalojadas, em casas de amigos, e 711 estão em abrigos públicos, em todo o estado

Por O Dia

Rio Grande do Sul - As chuvas do último mês que deixaram quase 22 mil pessoas desalojadas e desabrigadas no Rio Grande do Sul deram trégua e os dias devem ser de sol até o final de semana, segundo a Defesa Civil do estado. Em relatório divulgado nesta terça-feira, o órgão informou que 7.170 pessoas continuam desalojadas, em casas de amigos, e 711 estão em abrigos públicos, em todo o estado.

Os municípios da região Oeste do estado, como Itaqui, São Borja e Uruguaiana, ainda apresentam a situação mais preocupantes, com 7.294 pessoas desabrigadas e desalojadas. Segundo relatório do Departamento de Recursos Hídricos do Rio Grande do Sul, o nível do Rio Uruguai vai baixar gradativamente nos próximos dias e retornar ao padrão normal.

No total, 166 municípios foram afetados, 140 estão em situação de emergência e dois decretaram calamidade pública, Iraí e Barra do Guarita. Duas pessoas morreram e uma jovem continua desaparecida em Arroio do Tigre.

A Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil do Ministério da Integração Nacional já reconheceu o estado de calamidade dos dois municípios e a situação de emergência em outros 124. Foi solicitado pelo governo do estado, neste primeiro momento, R$ 19 milhões à União para o restabelecimento dos serviços essenciais, além de R$ 38 milhões para ações de recuperação em 13 rodovias estaduais.

Últimas de _legado_Brasil