Vídeo: Eduardo Suplicy discute com PMs ao defender moradores de rua

'Sou o secretário de Direitos Humanos, vocês não vão fazer isso na minha frente', disse o secretário de Direitos Humanos

Por O Dia

São Paulo - O ex-senador e agora secretário de Direitos Humanos da prefeitura de São Paulo, Eduardo Suplicy, se meteu em uma confusão com a Polícia Militar para defender dois moradores de rua, nesta terça-feira. De acordo com o site Spresso SP, a PM abordava dois homens com truculência no Centro de São Paulo, perto da sede da secretaria dirigida por Suplicy quando o ex-senador interveio para defender os dois moradores de rua. “Sou o secretário de Direitos Humanos, vocês não vão fazer isso na minha frente”, teria dito o político.


Com ânimos exaltados uma discussão teria iniciado e, aparentemente, os policiais não teriam reconhecido Eduardo Suplicy. Em um vídeo divulgado pelo site ImprenÇa, pode-se ver os moradores de rua sendo levados pela PM e a presença de vários curiosos no local. Nas imagens é possível ver ainda Suplicy defendendo os rapazes. “Aqui é a porta do meu gabinete, (sou) secretário de Direitos Humanos e é minha responsabilidade não permitir agressão.”

De acordo com testemunhas, a abordagem ocorreu após uma briga entre dois moradores de rua. Vários carros da Polícia Militar chegaram ao local e os homens foram detidos e levados pela PM.

Na manhã desta quarta-feira, Eduardo Suplicy se manifestou sobre o ocorrido. Segundo o secretário, ele reagiu após ver os policiais jogarem "gás de pimenta nos olhos de moradores em situação de rua, bater em seu corpo com cassetete e lhe dar forte rasteira". O ex-senador disse ainda que o "rapaz caiu e bateu com a cabeça na porta do edifício da Secretaria de Direitos Humanos".

Suplicy defendeu que o fato do abordado "estar exaltado, sob efeito de drogas, não justifica tamanha violência".

Últimas de _legado_Brasil