Sucesso nas finanças: Aprenda a priorizar os gastos em casa

Ter uma educação e organização financeira é primordial e servirá como prática para a vida toda

Por O Dia

Rio - Nessa situação de crise econômica que atinge a todos, ter uma educação e organização financeira é primordial e servirá como prática para a vida toda. Evite andar com cartões de crédito e débito para não comprar coisas desnecessárias e busque cada vez mais melhorar a situação em que você vive. Seu orçamento doméstico deve considerar as necessidades básicas, com o objetivo de somente contemplar itens realmente essenciais. Evite dívidas de longo prazo e parcelamentos de compras que podem ser adiadas.

Quando conseguir se livrar das parcelas no cartão de crédito e outras dívidas de longo prazo, entenderemos e teremos nas mãos o poder de decidir o que fazer de maneira mais concreta.

Não se espante e para entender mais, leia abaixo.

Por Roberto Dias do Amaral

PERGUNTA E RESPOSTA

Em tempos de ajustar as contas, como faço para manter as despesas de casa e do carro?

Joana Pizzi, Gávea

Joana, hoje esta necessidade de mudar a vida financeira é uma realidade de todos, pois quando nos deparamos com a necessidade de economizar, esbarramos na vontade e nas influências externas que muitas vezes ditam o que devemos fazer e o que devemos comprar.

Com isso, temos que parar e organizar de maneira sistemática todos os nossos gastos e receitas. Um orçamento familiar é algo que não podemos deixar de fazer em momento nenhum. Com isso, devemos colocar as despesas de casa e carro como prioridade.

Criar regras e traçar metas com objetivos definidos de economizar devem ser elaborados imediatamente. Cortar os supérfluos é muito importante, pois pode nos levar de uma situação de dívida para uma situação nova de poupar dinheiro. As compras parceladas devem ser descartadas, e evitar parcelamentos até conseguir eliminar todas as dívidas. Contudo o melhor será optar por compras à vista, quando tiver dinheiro à mão, claro.

Viver segundo a sua realidade, sem querer aparentar fazer e ter coisas para mostrar para os outros. Lembre-se, fatores externos já influenciam muito sua vida, não deixe que tomem decisões por você.

Os pagamentos que oferecem desconto no dinheiro devem ser considerados. Nunca compre o que precisa sem antes pesquisar preço em outros lugares. O melhor é organizar enquanto pode cortar os gastos aos poucos, pois se chegar o momento em que isso não for mais possível, terá que fazer essa redução de maneira rígida e cruel.

Sem tempo para cortar os gastos, é preciso abrir mão de coisas que podem fazer falta no futuro. Por isso, neste momento de crise, a disciplina deve ser uma realidade primordial. Siga em frente e lute para manter tudo organizado. Crie aliados e traga os membros da família para este jogo também. Informe que a participação de todos é um fator muito importante para o sucesso desta vida nova. Boa sorte.

Roberto Dias do Amaral é coordenador em Ciências Contábeis da Estácio de Sá.

Últimas de _legado_Economia