Ex-coelhinha da Playboy deixa vida luxuosa e se converte ao Islã

'Não fico mais impressionada com carros esportivos ou a ambição de viver em uma mansão', contou malaia em blog

Por O Dia

Malásia - Primeira modelo malaia a integrar o time de coelhinhas da Playboy, Felixia Yeap, de 28 anos, declarou nesta quinta-feira que se converteu ao islamismo. "Hoje é o dia do meu aniversário, e também o dia do meu renascimento", contou Felixia aos seguidores que acompanham seu blog. A jovem ganhou fama há dois anos após um ensaio incomum que fez para a edição da Playboy da Filipinas, no qual não apareceu nua.

Felixia costumava comparecer a eventos com o traje de coelhinha, mas nos últimos meses passou a recusar trabalhos e postou imagens em redes sociais usando um véu muçulmano. Ela conta que vivia cercada por luxo, mas não sentia propósito naquilo. Felixia diz que usava a maior parte do dinheiro para ajudar em despesas da família.

Ex-coelhinha da Playboy agora usa véu muçulmano Reprodução Internet

"Naquela época eu não tinha nenhuma religião, mas sempre segui os conselhos de minha mãe de não deixar nenhum homem se aproveitar de mim, não me deixar ser enganada pelas pessoas e não se envolver com álcool, cigarros ou drogas", contou a modelo. "As pessoas ao meu lado relacionavam felicidade com riqueza, e vi muitas jovens se deixar levar pela fama e luxo sem levar em conta a autoestima", completou.

Segundo a jovem, sua mãe conhece muito pouco sobre o Islã, mas tem interesse em aprender. "Ela me disse que está aprendendo sobre a religião e também pensa e se converter", afirmou.

"Desde que eu comecei a conhecer os ensinamentos do Islã, estou mais satisfeita, mais silenciosa e mais tranquila graças a uma vida modesta", escreveu Felixia.

"Dinheiro e riqueza não me chamam mais atenção como antes. Não fico mais impressionada com carros esportivos, bolsas caras, vida luxuosa, ou a ambição de viver em uma mansão", disse a ex-coelhinha.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência