Reino Unido anuncia linha dura para os imigrantes

Salários de ilegais serão confiscados e contratá-los vai ser considerado crime

Por O Dia

Reino Unido - O Reino Unido decidiu tornar ainda mais difícil a vida de imigrantes no país. Na próxima semana, o premiê britânico, David Cameron, apresentará uma proposta de lei para desestimular a chegada de estrangeiros. Num discurso ontem, no Ministério do Interior, ele prometeu que a norma tornará o local “menos atraente para as pessoas virem trabalhar ilegalmente”.

O primeiro-ministro David Cameron anunciou ontem as medidas que pretende ver transformadas em leiReuters

Uma das ideias é confiscar salários de imigrantes que entrarem por vias consideradas ilegais ou que estenderem sua estada no país irregularmente. Por enquanto, as empresas que contratam ilegais são sujeitas a multas que podem ir até 20 mil libras (26 mil euros). Em breve, porém, a expectativa é que a contratação de imigrantes irregulares passe a ser um crime.

“Uma imigração não controlada prejudica o nosso mercado de trabalho e reduz os salários. O povo britânico quer que estas coisas se resolvam”, disse Cameron, que radicalizou o seu discurso sobre o tema durante a campanha eleitoral, para tentar travar a fuga de votos conservadores para o partido anti-imigração e antieuropeu UKIP.

Também ontem, Cameron e a ministra do Interior, Theresa May, acompanharam operações policiais em residências de imigrantes. Três pessoas foram presas.

Em 2014, a imigração chegou ao seu auge no Reino Unido em uma década. Cerca de 641 mil pessoas entraram no país naquele ano, sendo que 318 mil ficaram. Em 2013, foram 109 mil a menos. Cameron quer reduzir o número anual para menos de 100 mil. O número de pessoas que chegam para se juntar a cônjuges ou familiares saltou de 20 mil para 91 mil. Já os que buscam asilo foram em torno de 25 mil. As propostas do premiê serão lidas pela Rainha Elizabeth no Parlamento, na próxima semana, como prevê a tradição britânica. “Sugerimos devolver imigrantes em situação ilegal e estimular as deportações”, disse ele.

Vietnamitas no porta-malas

A polícia britânica encontrou ontem dez imigrantes vietnamitas escondidos em porta-malas de um carregamento de carros de luxo da Maserati. Os veículos estavam num caminhão-cegonha a cerca de 30 quilômetros de Londres. O grupo, que incluía um adolescente, foi acusado de entrada ilegal no território britânico, segundo um porta-voz da polícia de Surrey.

De acordo com os agentes, o motorista do caminhão não foi preso, pois aparentemente não tinha conhecimento de que eles se escondiam no local. O menor foi transferido para um centro de custódia, e pode ser acolhido no país.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência