Kim Jong-un vai receber prêmio pela 'paz, justiça e humanidade'

Segundo Indonésia, governos ocidentais atribuem coisas horríveis à Coreia do Norte. Gandhi já foi premiado pelo país

Por O Dia

Indonésia - A Indonésia declarou que desconhece ocorrências de violação dos direitos humanos na Coreia do Norte e irá premiar Kim Jong-un com um prêmio "pela paz, a justiça e a humanidade" da Fundação Sukamo, informou a filha do presidente do país.

Segundo Rachmawati Sukarnoputri, Kim Jong-un será premiado em setembro deste ano. "Kim Jong-un deveria ser homenageado por seu combate contra o imperialismo neocolonialista. As afirmações sobre violações dos direitos humanos são falsas. Tudo isto é propaganda ocidental", declarou Rachmawati à AFP.

Conheça 10 fatos bizarros e curiosos sobre o ditador Kim Jong-un

Kim Jong-un executa arquiteto por não gostar de projeto

Kim Jong-un executa chefe de aquário após bebês tartaruga morrerem

Indonésia negou que Kim Jong-un desrespeite direitos humanosEFE

"Estes governos ocidentais gostam de atribuir etiquetas horríveis à Coreia do Norte", completou a filha do estadista. 

A relação da Indonésia e Coreia do Norte tem sido cordial desde a década de 50. Em 1945, o pai de Rachmawati, proclamou a independência do país e estabeleceu relações com Pyongyang. Em abril deste ano, a Indonésia recebeu uma delegação do país de Kim Jong-un para um encontro internacional.

A premiação Sukamo contempla líderes mundiais que promovem a independência e desenvolvimento. O avô de Kim, fundador da Coreia do Norte, já foi premiado, assim como Mahatma Gandhi.

No final de junho deste ano, foi divulgado que Kim Jong-un executou o arquiteto que fazia o projeto do aeroporto de Pyongyang, na Coreia do Norte, por ter ficado "insatisfeito" com o design do planejado. Logo depois, o ditador executou o responsável por um aquário próximo à capital do país após saber da morte de bebês tartaruga, segundo a agência de notícias local "Daily NK". Funcionários do aquário chegaram a justificar que o homem não teve culpa, pois faltavam suprimentos para os animais.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência