China divulga planos de reforma para estatais e espera resultados em 2020

País vai incentivar empresas a mesclarem e venderem ações como parte das reformas de maior alcance do seu setor

Por O Dia

Pequim - A China divulgou orientações sobre a reforma das empresas estatais, incluindo a introdução de "propriedade mista" dessas companhias e esforços para melhorar a governança corporativa, informou a agência oficial de notícias Xinhua neste domingo.

A orientação foi emitida conjuntamente pelo Comitê Central do Partido Comunista e do Conselho de Estado, o gabinete da China, informou a Xinhua em seu microblog oficial Weibo. Resultados decisivos são esperado em 2020.

O movimento vem quase dois anos depois de o presidente Xi Jinping apelar para as forças de mercado para desempenhar um papel decisivo da segunda maior economia do mundo.

A China vai incentivar as empresas a mesclarem e venderem ações como parte das reformas de maior alcance do seu setor estatal ineficiente em duas décadas, de acordo com documentos vistos pela Reuters.

Empresas estatais serão autorizados a trazer "vários investidores" para ajudar a diversificar a sua participação acionária, e mais empresas estatais serão incentivadas a reestruturar e pavimentar o caminho para a listagem de ações, informou a Xinhua.


Últimas de _legado_Mundo e Ciência