Marcos Espínola: Crimes e perícia

Esta semana um novo crime chocou o Brasil, repercutindo mundo afora

Por O Dia

Rio - Esta semana um novo crime chocou o Brasil, repercutindo mundo afora. A chacina de uma família inteira, tendo como principal suspeito um menino de 13 anos, também morto na ocasião, ainda é um mistério que precisa de investigação minuciosa. Caso que, mais uma vez, reforça a necessidade de o país contar com atuação de peritos qualificados. Para isso, as autoridades não podem mais ser omissas, ignorando que esse setor carece de melhores investimentos tanto no que diz respeito a equipamentos quanto à capacitação do corpo técnico.

Averiguar todos os fatos que envolvem um crime bárbaro como esse, investigando cada detalhe em busca de evidências, é o mínimo a ser feito antes de especular ou apontar culpados. Nesse contexto, a sociedade como um todo, incluindo os veículos de comunicação, devem ser bem cautelosos. Não se pode julgar por julgar. Nossa polícia técnica deve ser ágil e eficiente, respondendo com certa velocidade a episódios de grande repercussão e com maior cobrança da população.

E o caso do ajudante de pedreiro Amarildo de Souza, que, após ter sido abordado por policiais no dia 14 de julho na comunidade da Rocinha, na Zona Sul do Rio, encontra-se desaparecido. O mistério persiste até o momento, e as investigações não chegam a conclusões sobre o que realmente aconteceu. Enquanto isso, novamente as especulações roubam a cena. Enfim, a sociedade precisa de respostas.

Advogado criminalista

Últimas de _legado_Opinião