Motoboys protestam no Centro do Rio na manhã desta sexta-feira

Categoria reivindica sanção de projeto de lei que considera perigosa a atividade dos trabalhadores em motocicleta e garante o direito ao adicional de 30% sobre o salário

Por O Dia

Rio - Motoboys fazem manifestação, na manhã desta sexta-feira, no Centro. O grupo, formado por cerca de 150 pessoas, fechou a pista central da Avenida Presidente Vargas, desde a altura da Prefeitura do Rio, na Cidade Nova. O grupo seguiu até a Candelária. Por meio de faixas e cartazes, eles chamam atenção para o "Movimento Periculosidade Já".

Carros da Polícia Militar e a Guarda Municipal acompanharam o protesto, que é pacífico. A manifestação na principal via do Centro causou um enorme congestionamento na Região Metropolitana. Ao longo da Avenida Presidente Vargas, motoristas encontram retenção. Uma dica para o motorista é utilizar o Largo do Estácio e a Rua Frei Caneca, que apresentam boas condições de tráfego.

Motoboys fazem manifestação e fecham pista da Avenida Presidente VargasAthos Moura / Agência O Dia

A Avenida Francisco Bicalho também ficou lenta em toda a extensão e os reflexos chegaram à Avenida Brasil, na altura da Penha, na Zona Norte, e na Ponte Rio-Niterói, que apresentou lentidão desde a Grande Reta até as saídas para o Viaduto do Gasômetro e para a Rodoviária Novo Rio.

A categoria reivindica a sanção do projeto de lei 2865/11, de autoria do senador Marcelo Crivella, encaminhado à presidenta Dilma, que considera perigosa a atividade dos trabalhadores em motocicleta e garante à categoria o direito ao adicional de 30% sobre o salário.

Motoboys ocuparam a Avenida Presidente Vargas e travaram o trânsito%2C causando reflexos em outros pontos da cidadeSeguidora %40carolinaglauco


Últimas de Rio De Janeiro