Navio afunda no litoral do Rio e deixa um tripulante desaparecido

Um integrante da embarcação permanece desaparecido; seis foram resgatados com vida

Por O Dia

Rio -  Um dos sete tripulantes do navio rebocador ‘Mercurio Del Golfo’ está desaparecido após a embarcação afundar na noite de segunda-feira, a cerca de 160 quilômetros da cidade do Rio de Janeiro. De acordo com a Capitania dos Portos, os outros seis tripulantes foram resgatados com vida por um navio da Petrobras. Não há informação sobre o estado de saúde deles.

A Marinha do Brasil informou que a embarcação afundou a 1.500 metros de profundidade por volta das 22h de segunda-feira. Segundo a Capitania dos Portos, às 14h30 de segunda-feira, o órgão foi informado que o navio havia adernado.

Foto mostra navio atracado no Estaleiro Camorim%2C em NiteróiDivulgação

O navio é operado pela empresa Camorim Serviços Marítimos. Para auxiliar nas buscas, foi enviado ao local o Navio-Patrulha Guaporé. A Capitania acrescenta que foi aberto um Inquérito Administrativo sobre Acidentes e Fatos da Navegação (IAAFN) para investigar o afundamento e que o resultado deve sair em 90 dias.

POUSO FORÇADO


Na cidade do Rio, outro acidente ocorreu, mas desta vez com um helicóptero. A aeronave usada para instrução aérea precisou fazer um pouso forçado dentro de um pântano do Bosque da Barra, na Avenida das Américas na manhã de ontem. Bombeiros do 1º Grupamento de Busca e Salvamento da Barra da Tijuca foram ao local prestar o socorro às vítimas, porém, os dois tripulantes, identificados como João Ricardo P., de 28 anos, e Gustavo R., de 33 anos, dispensaram atendimento médico.

A região onde o pouso foi realizado é conhecida por ter jacarés. Os tripulantes aguardaram a chegada dos bombeiros para deixar o local. Segundo estimativas do Instituto Jacaré, em todo o complexo de lagoas da Zona Oeste do Rio há 4 mil jacarés.

Últimas de Rio De Janeiro