Polícia tenta identificar mandante de atentado contra prefeito de Paraty

Ação visa cumprir mandados de busca e apreensão. Suspeito de tentar matar Carlos José Gama e seu primo está preso

Por O Dia

Rio - Policiais da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) realizam ação para cumprir mandados de busca e apreensão em Niterói e Paraty, na manhã desta quinta-feira, relativos a investigação da tentativa de homicídio contra Carlos José Gama Miranda, o Casé, prefeito de Paraty.

As buscas da especializada visam achar provas que levem ao mandante do crime, ocorrido no dia 19 de maio. Na ação, além do prefeito, ficou ferido também o seu primo, o servidor público Sérgio José Miranda, que deixava a prefeitura com ele  no momento do ataque.

LEIA MAIS: Operação prende suspeito de atendado contra prefeito de Paraty

José Carlos Godoy Bustamante aparece em imagens de câmeras de segurança de bar em Paraty%2C minutos antes do crime. Ele já está presoReprodução de vídeos / Divulgação

Embora as investigações não tenham sido encerradas e a hipótese de execução por encomenda não esteja descartada, uma das linhas de investigação é de que o crime tenha sido motivado após uma decisão do político, que teria determinado a derrubada de casas construídas em áreas supostamente irregulares.

A investigação junto ao Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) do Ministério Público chegou até José pela análise de câmeras de circuitos da prefeitura e de um bar próximo ao local do fato. No primeiro vídeo, que dura apenas alguns segundos, o suspeito de ter efetuado os disparos aparece ao lado do prédio público com um capacete da cor vermelha e uma jaqueta com detalhe luminoso.

Últimas de Rio De Janeiro