Operações policiais deixam mais de 3.400 alunos sem aula na Zona Norte

Treze unidades das redes estadual e municipal estão fechadas; suspeita morre durante confronto com PMs no Lins

Por O Dia

Rio - Mais uma vez alunos das redes estadual e municipal de ensino foram prejudicados pela violência da cidade do Rio de Janeiro. Assim como aconteceu no dia anterior, escolas localizadas na Zona Norte tiveram suas atividades suspensas por conta de confrontos entre policiais e traficantes. Somente nesta manhã de quarta-feira, 13 unidades nos bairros do Lins de Vasconcelos, Pavuna e Costa Barros não estão funcionando. Com isso, 3.416 estudantes estão sem aula.

Operação da Polícia Militar no Complexo do Lins, nesta quarta-feira, deixa 1.433 alunos sem aula na regiãoSeverino Silva / Agência O Dia

No Complexo do Lins, onde PMs do Comando de Operações Especiais (COE) realizam operação desde às 6h, três creches e dois Espaços de Desenvolvimento Infantis (EDI's), da rede municipal de ensino, estão sem atendimento. Na localidade conhecida como Cachoeira Grande, uma suspeita morreu durante troca de tiros com os PMs. Ela estava escondida numa casa ao lado de um homem. Ronan de Souza Moura ficou ferido, mas conseguiu fugir. No local, os policiais apreenderam grande quantidade de drogas, que ainda não contabilizadas, e uma réplica de fuzil.

LEIA MAIS: Violência deixou 32 mil alunos sem aula em 22 dias

Já na região da Pavuna e Costa Barros, segundo a Secretaria Municipal de Educação (SME), são três escolas, três EDI's e uma creche fechadas. A única unidade da Secretaria de Estado de Educação (Seeduc) que está sem atendimento é o Ciep 379 - Raul Seixas, em Costa Barros.

Policiais militares apreenderam uma grande quantidade de drogas no interior de uma casa na comunidade Cachoeira Grande%2C no LinsDivulgação

Em nota oficial, a Seeduc afirmou que a direção da unidade decidiu por interromper as atividades nesta manhã para garantir a integridade física dos alunos, professores e funcionários. O conteúdo, assim como garantiu a SME, será reposto. Na manhã de terça-feira, 2.440 alunos ficaram sem aula nos bairros de Madureira, Turiaçu, Jacarepaguá e Praça Seca.

Últimas de Rio De Janeiro