Disque-Denúncia oferece recompensa por suspeito de matar transexual

Tribunal de Justiça expediu mandado de prisão contra Igor Cassiano Vitória de Oliveira, 26 anos, acusado do homicídio qualificado de Letícia Campos, também de 26 anos

Por O Dia

Igor Cassiano Vitória de Oliveira%2C de 26 anos%2C é suspeito do homicídio de Letícia Campos%2C também com 26 anosDivulgação

Rio - O Portal dos Procurados, do Disque-Denúncia, lançou nesta terça-feira um cartaz que oferece uma recompensa de R$ 1 mil por informações que levem à prisão de Igor Cassiano Vitória de Oliveira, de 26 anos. Ele é o principal suspeito do homicídio da transexual Letícia Campos, também de 26 anos. Moradora da favela Bateau Mouche, na Praça Seca, Zona Oeste da cidade, ela foi a um pagode no último domingo e, segundo testemunhas, saiu de lá com um rapaz para o sítio dele na Villa Valqueire.

Letícia não teria contado a Igor que era transexual e admitiu a uma amiga, via mensagem de celular, que estava preocupada por ter omitido a informação. “Amiga, estou no Valqueire no sítio de um coronel da Aeronáutica. Eu faço é bosta da minha vida. Pelo amor de Deus, se acontecer alguma coisa eu estou aqui. Ele nem sabe que eu sou travesti", contou ela na mensagem.

Para a delegada Elen Souto, da Delegacia de Descoberta de Paradeiros (DDPA), que investiga o caso, não restam dúvidas de que Igor Cassiano seja o responsável pela morte de Letícia. "Nós pedimos a prisão temporária do Igor Cassiano pelo crime de homicídio com ocultação de cadáver. Ele até hoje não se apresentou, não deu explicações, o carro dele também não foi localizado... Nós cremos que Letícia esteja morta e seu cadáver foi ocultado", afirmou a delegada, em entrevista à Globo News.

A transexual não deu mais notícias desde que saiu de um pagode no Jacarepaguá Tênis Clube, no último dia 9. Igor Cassiano, que é filho de um sargento reformado da Aeronáutica, conforme mostrou reportagem da Globo News, aparece em imagens de câmeras de segurança de um posto de gasolina, que fica próximo ao local da festa, onde parou para comprar cigarros, enquanto Letícia e a amiga aguardavam por ele no carro. A família teme que o suspeito tenha tido uma reação homofóbica ao descobrir a sexualidade Letícia Campos.

O Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro expediu um mandado de prisão contra Igor Cassiano, pedindo a sua prisão temporária. Ele é acusado de homicídio qualificado com ocultação de cadáver. O caso, inicialmente registrado na 28ª DP (Campinho), está sendo investigado pela Delegacia de Descoberta de Paradeiros (DDPA).

Quem tiver informações sobre a localização e paradeiro de Igor Cassiano deve fazer denúncia, enviando uma mensagem de texto, vídeo ou fotos para o aplicativo de mensagens do WhatsApp do Portal dos Procurados (21) 96802-1650, ou entrar em contato com a Central Disque-Denúncia pelo (21) 2253-1177 ou 0300-253-1177, para quem estiver fora da capital. O Anonimato é garantido. 

LEIA MAIS:

Polícia identifica suspeito de deixar festa com travesti desaparecida

Família procura jovem desaparecida em Jacarepaguá


Letícia Campos%2C 26 anos%2C está desaparecida desde o dia 9 de novembroReprodução


Últimas de Rio De Janeiro