Forte chuva faz Rio de Janeiro entrar em Estágio de Atenção

Moradores de 11 favelas tiveram que deixar suas casas e procurar abrigo. Temporal perdeu força pouco antes das 23h

Por O Dia

Rio - O sistema Alerta Rio, da Prefeitura do Rio, notificou que deve chover forte durante toda esta noite no município. Os pluviômetros começaram a registrar chuva forte em várias regiões da cidade por volta das 21h.

Segundo o Centro de Operações da Prefeitura, o temporal, que deixou a cidade em estágio de atenção a partir das 21h25, perdeu intensidade pouco antes das 23h em todo o município. Este é o segundo nível entre quatro e indica que há possibilidade chuva moderada e ocasionalmente forte.

Houve registros de chuva muito forte em bairros da Zona Norte, como Irajá e proximidades, no Grande Méier e em Anchieta. Também chovia forte por volta das 21h25 em Jacarepaguá e no Tanque, na Zona Oeste. Leitura dos pluviômetros das 21h30 indicou chuva muito forte na Estrada Grajaú/Jacarepaguá (18,6mm), Alto da Boa Vista (18,6mm) e Jacarepaguá/Tanque (18,4mm).

Leitora flagra via alagada na Vila da PenhaSeguidora %40GlauciaXavier%3A

Uma leitora usou o Twitter para mostrar os efeitos da forte chuva na Zona Norte. Na foto publicada na rede social é possível ver um "rio" numa das principais vias do bairro. "Vila da Penha inundada. Não venham pela Avenida Vicente de Carvalho", alertou Gláucia Xavier.

As câmeras do Centro de Operações da Prefeitura observaram chuva moderada no Viaduto do Gasômetro, no Caju, no mesmo horário.

Sirenes acionadas em 11 favelas cariocas

Moradores de 11 comunidades do Rio precisaram deixar suas casas por causa da forte chuva. Devido ao elevado índice pluviométrico registrado na Zona Norte, Barra da Tijuca e Jacarepaguá, o Sistema de Alerta e Alarme Comunitário da prefeitura foi acionado.

As sirenes das comunidades Nova Brasília, Palmeiras, Parque Alvorada, Cariri, Jardim do Carmo, Morro da Fé, Frei Gaspar, Caixa D´Água, Sereno, Relicário e Vila Martinha foram disparadas a partir das 21h50. Os moradores foram orientados por agentes comunitários e da Defesa Civil a se dirigirem aos 18 pontos de apoio distribuídos pelas 11 comunidades da região.

A prefeitura explicou que um dos protocolos de acionamento dos equipamentos consiste no registro de 40 mm de chuva em uma hora, o que pode causar deslizamentos nas encostas. Antes mesmo de as sirenes tocarem, agentes da Defesa Civil avisaram à população sobre a possibilidade de terem de deixar suas casas. Logo depois, os moradores foram comunicados oficialmente sobre a necessidade de abandonarem as residências. A operação foi realizada por 70 agentes e 15 viaturas da Defesa Civil.

Segundo o Centro de Operações da Prefeitura, os bairros Alto da Boa Vista, Jacarepaguá, Grajaú, Barra da Tijuca, Penha, Vidigal, Rocinha, Jardim Botânico e Ilha do Governador foram os que tiveram maiores registros de chuva em uma hora.

A queda de uma árvore ocupa três faixas da Avenida das Américas, na altura da Avenida Ayrton Senna, próximo ao supermercado Carrefour. Agentes da CET-Rio foram acionados para o local. O trânsito seguia sem retenções nas Linhas Amarela e Vermelha.

Linha Vermelha no escuro

De acordo com a Rioluz, empresa vinculada à Secretaria de Conservação e Serviços Públicos da Prefeitura, na altura do quilômetro 15 da Linha Vermelha, em Duque de Caxias, a iluminação pública está apagada devido a um curto circuito em um cabo de energia de média tensão subterrâneo.

Em nota, a empresa informou que suas equipes já identificaram o local do defeito e estão trabalhando na substituição do cabo, com a previsão de restabelecimento da iluminação para esta segunda-feira, caso não haja chuvas intensas no local.


Últimas de _legado_O Dia 24 Horas