Casa de Sidney Magal na Barra da Tijuca vai a leilão

Processo corre na Justiça desde 1995. Ação será para pagar dívida de R$ 1,5 milhão por danos morais

Por O Dia

Rio - A mansão de dois andares do cantor Sidney Magal, localizada no condomínio Lagoa Mar Norte, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste, vai a leilão nesta quinta-feira. A juíza Simone Gastesi Chevrand, da 25ª Vara Cível do Rio, mandou leiloar o imóvel para pagamento de dívida de R$ 1,5 milhão por danos morais a José Alberto de Souza. 

José Alberto, autor da ação, era entregador de jornais. Em novembro de 1994, foi atacado por dois cães de Sidney Magal. Ele moveu a ação e o Tribunal de Justiça fixou a indenização, na época, em 500 salários mínimos. O cantor, que recentemente anunciou a aposentadoria, não pagou e a Justiça determinou a penhora e venda do imóvel. 

?LEIA MAIS: Sidney Magal anuncia aposentadoria: 'Viverei das lembranças'

O leilão será realizado na Av. Erasmo Braga 115 (térreo/hall dos elevadores), no Centro, às 14h. O lance inicial será de R$ 4.640.123. Caso não haja lance, o segundo será de R$ 2.320.061,50. A primeira tentativa de leilão da casa foi feita em 2010, mas não houve arrematante. Na prefeitura consta débito de IPTU nos exercícios de 1994 a 2009. Os valores não foram divulgados 

Casa de Sidney Magal vai a leilão nesta quinta-feiraReprodução TV Globo

O processo corre na Justiça desde 1995. O advogado Carlos Alberto Lemos Fonseca, que representava Magal desde o início, morreu de câncer há três anos. O advogado Charlton Heston Fonseca, filho de Carlos Alberto, assumiu o caso. Procurada, a assessoria de Magal disse que responderia por e-mail, mas ainda não deu um posicionamento sobre o caso.

Últimas de Rio De Janeiro