Mais Lidas

Homem é preso por furtar mais de 200 baterias de telefone

Acusado integra quadrilha com mais três componentes, que estão identificados pela polícia. Polícia Civil vai prosseguir investigações

Por guilherme.santos

Rio - Policiais da 58ª DP (Posse) prenderam em flagrante, na manhã desta terça-feira, Hesilander Antônio da Silva, de 21 anos, acusado de integrar uma quadrilha especializada em furtar baterias usadas em estações de telefonia móvel. Os agentes foram até a casa do suspeito, na Rua Abiru, bairro Rodilândia, em Nova Iguaçu, onde encontraram 247 baterias. O valor da apreensão chega a R$ 250 mil.

Segundo o delegado Adriano França, titular da 58ª DP, outros três homens de atuar na quadrilha também já foram identificados. Os policiais civis chegaram até Hesilander após uma empresa de telefonia comunicar o furto de 48 baterias que teria ocorrido em uma das suas estações, localizada no bairro Rodilândia.

"Após a análise das imagens de câmeras instaladas nas proximidades do local, os policiais conseguiram identificar a placa de um veículo utilizado na empreitada criminosa e diante das informações iniciaram as diligências para a localização do proprietário do veículo, uma vez que o auto não constava como produto de roubo", disse o delegado Adriano França.

Após localizar o dono do carro, os policiais descobriram que ele vendeu o veículo para o atual dono. Hesilander, segundo a polícia, guardava todo o material. "A empresa revelou que o material recuperado pode ser utilizado para a retirada do cobre, em redes clandestinas conhecidas como 'gatonet', em aparelhos de som, carros alegóricos e outras finalidades", frisou o delegado Adriano França.

Hesilander foi autuado em flagrante por furto qualificado, por rompimento de obstáculo e concurso de pessoas. O crime não tem fiança. "As investigações prosseguirão com a finalidade de concluir os demais inquéritos em andamento, bem como para identificar possíveis receptadores deste tipo de material utilizado pelas empresas de telefonia móvel", finalizou o policial.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia