Por O Dia

Com o mercado em compasso de espera e a maioria dos orçamentos de marketing e publicidade das grandes empresas concentrados em ações diretas ou indiretas na Copa do Mundo e Olimpíada, times e atletas de diversas modalidades estão buscando apoio nas startups. Esse é o caso de empresas como Kanui; marca de artigos esportivos para surfe e skate; Meliuz, plataforma de cupons de desconto; Joox, personalização de produtos impressos e KaBuM! um dos principais nomes do e-commerce de eletrônicos do país. Em comum, além do apoio ao esporte, está a opção por patrocinar atletas em início de carreira ou então equipes das cidades onde estão suas sedes. Esse é o caso da KabuM!, que apoia o time de basquete de Limeira, no interior de São Paulo, onde está situado seu escritório central. Como não investem em grandes estrelas ou esportes mais caros como o futebol, a maioria delas faz uso de recursos do seu próprio orçamento de marketing. Mas startups como a Joox pretendem estudar a possibilidade de recorrer a mecanismos de renúncia fiscal, como a Lei de Incentivo ao Esporte. Entre as vantagens de um atleta patrocinado por um startup estão o relacionamento direto com o cliente e a maior agilidade na liberação de recursos, já que essas empresas costumam ser mais ágeis e menos burocráticas na assinatura de contratos e no desembolso das verbas. Entre os atletas e esportes patrocinados por elas estão o surfista Miguel Pupo e o skatista Rony Gomes (Kanui), o lutador de Jiu-Jitsu Sérvio Túlio (Meliuz), os jovens e promissores judocas Dylan Borda e Mônica Tortato(JOOX) e o citado time de basquete de Limeira (KaBum!). Questionados pela coluna, nenhuma das empresas informou quanto investe em esporte.

InvestCraque

"O Fred vai te pegar, o Fred vai te pegar". O grito de exaltação da torcida do Fluminense ao seu e ídolo acabou ecoando por todo o Brasil nos jogos da Copa das Confederações no ano passado. Seus gols e atuações no torneio foram decisivos para que o atacante conquistasse a confiança do técnico Luiz Felipe Scolari e carimbasse de vez seu passaporte para a Copa do Mundo de 2014. Será o segundo Mundial do jogador, nascido em Teófilo Otoni, no interior de Minas Gerais. Ele fez seu debut na Copa da Alemanha, em 2006. Matador na área e galã fora dela,”Don Fredón” coleciona gols, corações e cifrões. Único titular da Seleção jogando no país e maior salário do Brasil, Fred investe o que ganha numa fazenda de gado em Minas, diversos imóveis para venda e locação e em inúmeros fundos de investimento e aplicações bancárias.

De terno e gravata no templo do Barça

Messi, Neymar, Xavi, Iniesta e você. Desde março executivos e funcionários de grandes empresas do país podem utilizar o Camp Nou, o lendário estádio do Barcelona, para organizar eventos, ações de relacionamento ou até partidas de futebol. O serviço é oferecido pela 4BTS, agência de turismo de experiência parceira do Barça na iniciativa. Há pacotes para grupos que podem variar de 60 a cinco mil pessoas.

Os novos "sabores" da Sidra Cereser

Flamengo, Portuguesa, Guarani e Ponte Preta são os novos membros da família Sidra Cereser Times, parceria entre a fabricante da tradicional bebida e 22 clubes brasileiros. Lançada em 2011, a série vê suas vendas crescerem a cada ano. A marca espera fechar 2014 com crescimento de 200% na linha. Isso representaria cerca de 15% do total vendido do produto, que tem seu pico de consumo nas festas de fim de ano.

Número da Semana

US$ 900 mi

Essa é a previsão de faturamento da próxima Copa do Mundo de Rugby, que será disputada entre os meses de setembro e outubro de 2015, segundo estimativas do Conselho Internacional de Rugby (IRB na sigla em inglês) . Caso se confirme, será o evento mais valioso da história do centenário esporte, muito popular na Europa e na Oceania. Apesar do incremento nas receitas, o Mundial de Rugby fatura um quinto de uma Copa de futebol.

Últimas de _legado_Notícia