Por O Dia

O projeto também promove o desenvolvimento sustentado dos participantesDivulgação

Para melhorar o desempenho de sua cadeia de micro e pequenos fornecedores no Brasil e também na América Latina, a Gerdau vem investindo, em parceria com o Sebrae, em programas de capacitação, com cursos, consultorias e treinamentos. São até 500 horas de capacitação por empresa durante 18 meses, além da participação em feiras, rodadas de negócios e visitas de benchmarking a empresas. Entre os temas abordados estão qualidade, produtividade, empreendedorismo, inovação, recursos humanos, gestão contábil e financeira, saúde e segurança no trabalho e responsabilidade social. O programa Fornecedores de Excelência Gerdau, no ciclo 2014-2016, prevê a participação de 300 MPEs no Brasil e 130 na América Latina. O investimento é de R$ 5 milhões. “Entre os principais benefícios do programa estão o aumento da competitividade e eficiência do fornecedor, com consequente redução de sua dependência perante a Gerdau.

O projeto também promove o desenvolvimento sustentado dos participantes, tornando as MPEs mais fortes, independentes e capacitadas para atuar também em outras cadeias de negócio” diz Cláudia Zanchi Piunti, diretora Global de Suprimentos da Gerdau. Ao fortalecer essas MPEs, diz Cláudia, o projeto também estimula o crescimento de mercado e a geração de emprego e renda. “Além disso, tem impacto direto na competitividade da Gerdau, já que possibilita o recebimento de produtos e serviços com mais qualidade, a pontualidade nas entregas e o estabelecimento de relacionamentos de longo prazo”, completa a executiva.

SOLUÇÕES & OPORTUNIDADES

? A Junior Achievement e o Sebrae Nacional escolheram na semana passada as melhores mini empresas do país. O Prêmio Miniempresa 2014, contou com a participação de 30 equipes de todo o país. A grande campeã foi a Lev S.A./E., do Rio Grande do Sul, que apresentou o produto Lev, uma carteira elaborada com "papel ecológico" (polyart), a partir de garrafas PET, que se torna mais resistente. Em segundo lugar ficou a equipe Unbox S.A/E, do Paraná, que criou um porta-óculos versátil, que pode também ser utilizado como carteira, feito com papelão Hörlle, papel sulfite e encarpel, cola branca, retalhos de tecido (algodão), ferrolhos e imãs. E a terceira posição foi ocupada pela miniempresa Batt Móvel S.A/E, do Distrito Federal. Os componentes da equipe apresentaram a bateria móvel que, adaptada a uma bicicleta, transforma a energia de movimento em energia elétrica, quando o ciclista começa a pedalar. A invenção poderá ser usada em qualquer aparelho que contenha uma bateria.Aplicado a jovens do 2º ano do Ensino Médio, o programa ensina o funcionamento de um processo produtivo, de livre iniciativa e de comercialização.

Subway planeja oito mil lojas no Brasil

Com média de 30% de crescimento ao ano no Brasil e 1.720 unidades este ano, o plano da rede Subway é ter oito mil lojas em dez anos no país. Em 2014 já ultrapassou a Austrália no ranking mundial de franquias da rede, conquistando o quarto lugar. A expectativa para 2015 é superar o Reino Unido e ser o terceiro no mundo.

Quiksilver inicia projeto de franquias

A Quiksilver acaba de inaugurar sua primeira loja em São Paulo, no Shopping Iguatemi. O novo espaço servirá de modelo para o projeto de franquias que a marca está desenvolvendo no Brasil, onde tem duas lojas próprias, uma no Rio de Janeiro e outra em Porto Alegre. Para o ano de 2015 a expectativa é três lojas próprias e 15 franquias.

Odontoclinic fecha o ano com 170 lojas

A Odontoclinic encerra o ano com a abertura de mais quatro unidades no estado de São Paulo, sendo duas na capital paulista, uma em Caçapava e uma em Indaiatuba. Com 18 novas unidades, a rede fecha o ano com 170 clínicas e faturamento de R$ 170 milhões.

Últimas de _legado_Notícia