Conta Social: Brasil amplia o uso de Biodiesel

País disputou com a Alemanha a segunda colocação na produção mundial do biocombustível

Por O Dia

Rio - Ele pode ser extraído de plantas muito encontradas no Brasil, como a mamona, o dendê, o girassol, o babaçu, o amendoim, o pinhão e até a popular soja. Capaz de reduzir a poluição ambiental, o biodiesel, como o próprio nome sugere, é biodegradável e renovável. Desde 2007, quando o governo lançou o Programa Nacional de Produção e Uso do Biodiesel (PNPB), o país já economizou US$ 5,3 bilhões com a importação de óleo diesel.

Com redução de 3,3% no uso de água em 2015, a cervejaria Ambev anunciou que conseguiu bater a meta global estabelecida pela AB Inbev dois anos antes do prazoDivulgação

A produção do biocombustível cresce a cada ano no país. No ano passado, chegou a 3,94 bilhões de litros. Com este resultado, o Brasil disputou com a Alemanha a segunda colocação na produção mundial do biocombustível. A capacidade instalada hoje na indústria é muito maior: 7,34 bilhões de litros por ano em 53 usinas autorizadas pela Agência Nacional de Petróleo, Energia e Biocombustíveis (ANP). Mas a ociosidade industrial hoje beira os 45%.

Para incentivar o uso desse biocombustível abundante, uma nova lei prevê que o percentual da mistura do biodiesel no óleo diesel passe dos atuais 7% para 8% até 2017; 9%, até 2018; e 10%, até 2019. A expectativa é baratear o preço do combustível ao consumidor. Mas não é só. “Todos nós ganhamos com isso. Ganha a agricultura familiar, ganha a agricultura comercial, ganham as indústrias produtoras de biocombustível, o consumidor e o meio ambiente. E ao ganhar o meio ambiente ganha toda a população”, disse a presidente Dilma Rousseff. Ponto para o governo.

Ambev: menos água

Com redução de 3,3% no uso de água em 2015, a cervejaria Ambev anunciou que conseguiu bater a meta global estabelecida pela AB Inbev dois anos antes do prazo. Até o fim de 2017, pretende atingir o índice de consumo de água na operação de 3,2 litros para cada litro de bebida envasado. Na operação brasileira, o consumo já é de 3,17 litros. Para Simone Veltri, gerente de relações socioambientais da Ambev, a conquista é resultado de uma eficiente gestão de recursos hídricos realizada há mais 20 anos e que permitiu que a empresa economizasse 40,8% de água desde 2002.

Boas ações em dia

Tendências em inovação social para empresas estão em pauta no encontro terça, na sede da ONU no Rio. Iniciativa da ONG Rio Voluntário e dos articuladores sociais Atados.

O Centro Educacional da Lagoa (CEL) recebe até dia 31 doações de alimentos para o Instituto Refazer, que atende crianças e adolescentes com doença crônica.

O programa RenovAção, do Instituto Cyrela, que ajuda em obras em organizações sociais e escolas públicas, está com edital aberto também para o Rio. O prêmio é de R$ 40 mil.

A Fiat acaba de conquistar o VI Prêmio Hugo Werneck de Sustentabilidade & Amor à Natureza’, na categoria Melhor Empresa, por conta do programa Árvore da Vida, em Betim (MG).

Últimas de _legado_Notícia