Suspeita de fraude

Promotor quer saber como a Minuano Petróleo Ltda conseguiu, a jato, a inscrição estadual para atuar como distribuidora de combustíveis no estado

Por O Dia

O promotor Alberto Flores quer saber como a Minuano Petróleo Ltda conseguiu, a jato, a inscrição estadual para atuar como distribuidora de combustíveis no estado. Flores abriu um inquérito civil público com base em denúncia do advogado Álvaro Borgerth de que os sócios da nova empresa são os mesmos da Canabrava S/A, apontada como fraudadora de combustíveis. 

SUSPEITA DE FRAUDE 2

Alberto Flores pediu explicação sobre a Minuano à Secretaria Estadual de Fazenda. A Canabrava é apontada como responsável pela adulteração, com metanol, de 16 milhões de litros de combustível pela Shell, Ipiranga e Petrobras. O MP entrou na Justiça contra as empresas. No âmbito administrativo, as multas para as distribuidoras variam de R$ 20 mil a R$ 5 milhões.