Desembargadores aprovam câmeras em UTIs

A medida é para evitar casos de violência

Por O Dia

Rio - Desembargadores do Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Rio consideraram constitucional a lei municipal que obriga o monitoramento com câmeras que permitam visualizar leitos de UTIs da rede de Saúde do Rio. A medida é para evitar casos de violência.

O objetivo também é identificar funcionários que alteram medicamentos e ainda cometem maus tratos contra os pacientes. A Prefeitura do Rio alegou que a lei era inconstitucional, mas foi derrotada, de novo, por unanimidade. Então, agora teremos o BBB hospitalar.