01 de janeiro de 1970
  • WhatsApp (21) 98762-8248

Propostas de formação inovadora na moda e na arte

Por O Dia

Apoiado na ideia de que o professor deve ser o agente multiplicador do conceito de empreendedorismo em sala de aula, os alunos do curso propuseram modelos para serem aplicados em diferentes áreas do conhecimento, de forma local, nas instituições de ensino dos estados e municípios.

O aluno Rones Herminio, por exemplo, propôs um curso de qualificação para docentes na área de produção de moda e vestuário para ser implantado nas instituições de ensino do sistema Senai do Rio de Janeiro. "Com a realização desse curso, o professor deverá estimular os alunos dos variados cursos de formação profissional da área de moda e vestuário a desenvolver habilidades empreendedoras voltadas para a geração de negócios ou para o investimento em carreiras de forma inovadora", escreveu o aluno na conclusão do projeto.

Já Luciano Rodrigues Pinto expôs uma relação íntima entre o processo criativo e as técnicas de empreendedorismo nas artes. "Um livro necessita de equipes formadas por diagramadores, designers, operadores de gráfica, escritores. Ou seja, é preciso um conjunto de técnicas e tecnologias para se chegar ao produto final", destacou o aluno em seu projeto.