Chega de pisar na bola

Em reunião com elenco e cartolas do Fla, Rueda adverte que é preciso mentalidade vencedora

Por O Dia

Ainda na ressaca do vice da Copa do Brasil, os jogadores do Flamengo se reapresentaram no Ninho do Urubu. E ouviram cobranças do técnico Reinaldo Rueda. Em reunião com o grupo acompanhada por dirigentes e integrantes da comissão técnica, o colombiano pediu uma mentalidade vencedora, conforme revelou na entrevista coletiva, depois do treinamento, com portões fechados.

"A cobrança sempre será a nossa tarefa. A exigência da mentalidade vencedora. Precisamos de cabeça erguida, olhos nos olhos e querer mais. Temos dois desafios pendentes (a Sul-Americana e o Brasileiro). O futebol nos dá uma revanche a cada setenta e duas horas", afirmou.

Rueda disse que, no futebol, não há mistério: tudo depende do que acontece em campo. "Falar é bonito, mas isso aqui é futebol. Só com menos palavras poderemos conquistar os resultados. Vencer, vencer e vencer. É o que precisamos fazer."

EM DEFESA DE MURALHA E DIEGO

O colombiano fez críticas ao comportamento da imprensa, classificando como exagerado o foco em Muralha, principalmente, e também em Diego, após a decisão por pênaltis com o Cruzeiro.

"O futebol do Brasil é o maior do mundo. Se a imprensa especializada reduz uma situação, em uma final de Copa do Brasil, com Cruzeiro e Flamengo, a Alex Muralha, é muito triste. Muito. Todo o futebol fica em segundo plano. É preocupante para o futuro do futebol brasileiro."

E acrescentou: "A capacidade de análise está centrada em uma situação, que está inclusive fora dos 90 minutos: os pênaltis que decidem o troféu. A capacidade de análise tem que ser do jogo, da tática. Me parece um desgaste desnecessário. Não sei se isso beneficia o futebol brasileiro."

Recuperado, Everton pode jogar, mas Rueda faz mistério

Valeu a pena todo o esforço de Everton, do departamento médico e da comissão técnica. Ontem, o camisa 22 treinou normalmente, no Mineirão, e provou que está pronto para disputar a final. Everton, peça fundamental no esquema de Reinaldo Rueda, ficou três jogos fora do time, por causa de uma lesão na panturrilha esquerda. O treinador colombiano, no entanto, não divulgou se escalará o atacante como titular, ou se vai deixá-lo no banco, como alternativa para o segundo tempo.

"Amanhã (hoje) tomaremos a decisão se pode iniciar ou se será alternativa", despistou o técnico, que completou: "Acho que vai passar pela segurança e autoconfiança dele. Hoje (ontem) fez um bom trabalho. Mas não creio que há problema. É positivo para a gente que ele possa estar bem. Everton é um jogador importante".

Caso Everton fique na reserva, Rueda deve escalar Lucas Paquetá. Este tem prestígio com o treinador, que o escolheu como substituto de Guerrero no jogo de ida o gol do Flamengo foi marcado pelo jogador. Gabriel, Vinicius Júnior e Matheus Sávio são opções.

TÉCNICO COLOMBIANO DIVIDE OS MÉRITOS COM ZÉ RICARDO

Reinaldo Rueda chegou ao Flamengo para amenizar a pressão que era atraída por Zé Ricardo, seu antecessor. Diante da chance de conquistar o título da Copa do Brasil, no entanto, o técnico colombiano não se esquece de quem iniciou o trabalho em curso e avisa que, se a taça vier, estará gravada nela também a impressão digital do hoje treinador do Vasco.

"Antes de tudo, é saber que o caminho começou com Zé Ricardo, que tem muitos méritos de o Flamengo estar aqui", afirmou Rueda, que assumiu o comando do Rubro-Negro às vésperas das semifinais contra o Botafogo.

"Queremos que a torcida do Flamengo possa comemorar isso. É muito gratificante", disse.

A conquista classifica o Flamengo à Libertadores de 2018, o que deixaria Rueda à vontade no cargo para fazer testes, já de olho na próxima temporada. O técnico, porém, não enxerga tamanha segurança.

"Um título não significa que garanta estabilidade ou longo projeto. Renovamos contrato a cada 24 horas. Hoje estamos, amanhã não", concluiu.

MURALHA DIZ QUE ESCOLHEU A ESTRATÉGIA

Muralha assumiu a responsabilidade da decisão de pular para o lado direito nas cinco cobranças de pênalti do Cruzeiro, quarta-feira, na final da Copa do Brasil. Em entrevista ontem ao 'Sportv', ele isentou os analistas de desempenho e o preparador de goleiros Victor Hugo.

"A decisão foi minha. Conversei no dia anterior com ele e, vendo todos os lances, falei: 'Quero fazer isso'. Então ele disse: 'Faz o que teu coração mandar'. Muralha, que se considera 'massacrado', tem esperança na virada da maré: "Sempre em cima de mim, a culpa. Acostumei, fiquei mais cascudo. Em algum momento coisas melhores virão."

O goleiro também comentou a situação da mãe, Jaqueline, que um dia antes da decisão precisou ir ao médico e tomar remédio para dormir diante das críticas ao filho. "Eu morava em casa de pau a pique, bem humilde, agora estou nesse patamar (goleiro do Fla). Me tocou muito (a situação da mãe). Uma pessoa que desde pequeno te dá tudo e está sofrendo porque estou sofrendo", lamentou.

CLUBE NÃO LIBERA VINICIUS JÚNIOR PARA JOGAR O MUNDIAL SUB-17

A diretoria do Flamengo desistiu de liberar Vinicius Júnior para disputar o Mundial Sub-17, na Índia. O garoto deveria ter embarcado ontem para se juntar à delegação que já está treinando por lá. No entanto, em comum acordo com o Real Madrid - clube que pagou R$ 165 milhões pelo jogador -, o Rubro-Negro decidiu deixá-lo fora do Mundial.

Como havia um acerto prévio com a CBF, o Flamengo optou por mantê-lo no elenco, mesmo desagradando à entidade, sob o argumento de que ainda tem competições importantes, como o Brasileiro e a Sul-Americana.

Para enfrentar a Ponte Preta, segunda-feira, às 20h, em Campinas, o time terá quatro desfalques. Convocados pelo Peru, Guerrero e Trauco não jogam. O mesmo acontece com Cuéllar, chamado pela Colômbia. Já o atacante Berrío está suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Os favoritos para ficar com a vaga são Lucas Paquetá, Renê, Márcio Araújo e Everton Ribeiro.

ESCENDOa jierjapoe rjapo

In adipiscing tortor id nibh. Nulla tincidunt cus bulum anjaoeijr poejr paoirj apoeijrpaoejr paoeijr patinciduNonsil hui et pra nonscer etremen atquam quis sene ine perebat antre, ciam iam Romnessunum teatquon dicatur utemunt, etiendi emproptilin inesidea re, conum siliquam acepos se nonte, deatam nonsultus ium coenium tum mena, ute cus ete ina, patus elum tu conequo et pra ius fore imisquidem terum iliis eo, construs; Catiam enatici enscepon re non tum acristi, orescitius, quam ine tastam audactumus ocaudam iam nenderibus peres publin vitam neque fue tem effre cones nenatio risuliq uodiemnendem Pala det nit, nos sen Itanteribus ia vil vivis noxim temunc rem Palesenatum ium tu convehem aliciam obus, deOpostorum. Senatorunum oridi pereheberit, nordien atiliciam fac re conones inarica; Catiam dum ignos spiesil iciptin vistris. Ocusquo diusultu contia?

ESCENDOa jierjapoe rjapo

A tendência, apesar do mistério de sempre, é que Reinaldo Rueda escale time reserva hoje. Mas o técnico deve tirar das observações desse jogo uma solução à provável ausência de Everton, que se recupera de lesão na panturrilha esquerda. Gabriel, Matheus Sávio e Vinícios Junior são opções.

"Se o professor optar por poupar jogadores vai ser bom para rodar o grupo. Às vezes falta um pouco de entrosamento, mas se entrar time que não vem jogando, vamos ter vontade demais. Avaí é o jogo mais importante e vai nos deixar em posição boa na tabela", disse Everton Ribeiro.

Ainda existe, porém, a possibilidade de o camisa 22 jogar. Embora Everton Ribeiro considere que seria um reforço a volta do xará, ele crê na força do elenco: "Quanto mais experientes jogadores tivermos, melhor. Se ele não jogar, temos excelente grupo para suprir a lacuna de qualquer atleta.

Galeria de Fotos

Everton Ribeiro tá devendo Gilvan de Souza/Flamengo
Ibis Sport Club fotos Reprodução/Twiter Ibis
Ibis Sport Club Reprodução/Twiter Ibis
Ibis Sport Club Reprodução/Twiter Ibis
O goleiro Muralha durante o treino da equipe de Futebol do Flamengo. Foto - Gilvan de Souza / Flamengo Gilvan de Souza / Flamengo
Muralha Staff Images / Flamengo
Rueda no treino do Flamengo Gilvan de Souza / Flamengo

Comentários

Últimas de Esporte