Flamengo paga mico diante da Macaca

Sem vencer há dez jogos como visitante, time perde para a Ponte Preta e fica longe do G-4 do Campeonato Brasileiro

Por ASSINATURA REPÓRTER ???????? ?

Ao que parece, a ressaca pela perda do título da Copa do Brasil não foi curada pelo Flamengo. A derrota de 1 a 0 para a Ponte Preta expõe o delicado momento do time, que não vence há dez jogos como visitante no Brasileiro, na Copa do Brasil e na Sul-Americana, além de não marcar nos últimos seis jogos longe de seus domínios. Mais distante do G-4, segue com 39 pontos, em sétimo lugar.

O primeiro tempo foi duro. De ver e de jogar. Com muitos erros de passes e algumas disputas desleais pela bola, Flamengo e Ponte Preta protagonizaram um espetáculo de baixo nível técnico e escasso de emoção. Diego, Everton Ribeiro, Geuvânio e Lucas Paquetá sofreram com a forte marcação e não conseguiram dar sequência às raras jogadas iniciadas.

De cabeça, Lucca levou perigo após o cruzamento de Sheik. A resposta rubro-negra também veio numa bola aérea, mas Arão não aproveitou lançamento de Renê e cabeceou longe do gol de Aranha. Na volta do intervalo, Diego Alves iniciou um duelo particular com Lucca ao fazer difícil defesa na falta cobrada pelo atacante.

Na sequência, Paquetá, desequilibrado, perdeu a chance de abrir o placar e chutou por cima do gol. A perigosa jogada foi um lance isolado. Desorganizado e com pouca iniciativa, o Flamengo aceitou a pressão da Macaca, e, aos sete minutos, viu Jean Patrick, livre de marcação, balançar a rede. A bola ainda desviou em Réver antes de entrar.

DIEGO ALVES PEGA PÊNALTI

Não bastasse a má atuação, o drama do Flamengo aumentou após o pênalti de Réver sobre Lucca. Conhecido como pegador de penalidades na Espanha, Diego Alves, adiantado, defendeu o primeiro pelo Flamengo, coincidentemente no jogo seguinte à final da Copa do Brasil, vencido pelo Cruzeiro nos pênaltis, com Muralha no gol.

No desespero, Reinaldo Rueda apostou em Gabriel e Vinicius Júnior. Geuvânio, mais uma vez muito mal, e Márcio Araújo foram sacados. O árbitro Igor Benevenuto, mal disciplinarmente, perdeu a rédea do jogo, cada vez mais duro. Na violenta entrada sobre Vinicius, Naldo acabou expulso, aos 36.

Em má fase, Diego deu lugar a Felipe Vizeu, mas nem mesmo a vantagem numérica mudou o rumo do jogo, apesar da coragem de Vinicius Júnior. Ladeira abaixo, o Fla está com o alerta ligado.

Comentários

Últimas de Esporte