Ambição de Rueda vai por água abaixo

Sob a garoa paulistana, Flamengo, com uma escalação alternativa, é presa fácil para o São Paulo no Pacaembu

Por O Dia

Morreu cedo a esperança do técnico Reinaldo Rueda de ver o Flamengo vencer todos os jogos até o fim do Campeonato Brasileiro. Já na segunda partida depois de o treinador revelar tal ambição, seu time foi derrotado pelo São Paulo por 2 a 0, no Pacaembu. O Rubro-Negro, em sexto, perdeu a chance de ultrapassar o Cruzeiro, quinto. Para piorar, pode hoje cair uma posição, caso o Botafogo vença o Corinthians no Nilton Santos.

"Precisamos ganhar pontos importantes para alcançar a meta. Minha declaração pareceu muito atrevida, muito utópica, algo irreal para o futebol brasileiro. O Corinthians está na liderança porque ganhou quatro jogos seguidos. É algo que tem que acontecer", afirmou Rueda

O colombiano surpreendeu ao escalar Geuvânio no lugar de Guerrero, que permaneceu no Rio para tratar de um problema na coxa esquerda. Diego, desgastado, ficou no banco. Sem as duas referências, o Flamengo se perdeu no primeiro tempo. O treinador, no entanto, defendeu o desempenho do seu time.

"Acredito que as oportunidades foram criadas no primeiro tempo, considero que o São Paulo foi eficaz, certeiro, abriu o placar com um escanteio. Depois, não deixamos de jogar. No segundo tempo, fomos mais agressivos ofensivamente, mas não completamos", afirmou o técnico que explicou as opções feitas por ele para começar a partida: "A ideia com o Geuvânio e o Éverton Ribeiro era ter a bola, ter controle do jogo, buscar profundidade e ter o controle do jogo com jogadores habilidosos."

Não foram apenas as escolhas de Rueda que atrapalharam a performance time na etapa inicial. Nos dois gols do São Paulo, faltou atenção.

Aos 13, Hernanes cobrou escanteio no primeiro pau. Everton não acompanhou Edimar, que desviou de cabeça. Lucas Pratto apareceu nas costas de Réver e, meio que de barriga, abriu o placar.

No segundo gol, novamente o Rubro-Negro caiu numa jogada ensaida do adversário. Éder Militão ganhou de Trauco no alto, após cobrança de tiro de meta de Sidão. O desvio de cabeça encontrou Cueva que cruzou. Hernanes chegou livre e, de frente, marcou de cabeça. Willian Arão chegou atrasado na marcação.

"Principalmente no segundo gol, a gente teve falha na marcação. Tem que ter atenção. Nosso time não deu certo no primeiro tempo. No segundo tempo, é voltar com postura diferente, senão vai passar vergonha", disse Réver, no intervalo.

Lucas Paquetá entrou no lugar de Geuvânio no intervalo. E, aos 5, Diego substituiu Berrío, machucado. O camisa 35 passou a comandar o meio-campo e fez o time crescer de produção, mas o placar do primeiro tempo prevaleceu.

Galeria de Fotos

Partida entre as equipes de São Paulo x Flamengo, válida pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro, realizado no estádio do Pacaembu, em São Paulo neste domingo (22). Staff Images/Flamengo
Geuvânio tenta vencer o goleiro Sidão na disputa: atuação apagada Staff Images/Flamengo
Partida entre as equipes de São Paulo x Flamengo, válida pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro, realizado no estádio do Pacaembu, em São Paulo neste domingo (22). Staff Images/Flamengo
Reinaldo Rueda Staff Images/Flamengo

Comentários

Últimas de Esporte