Detentos no combate

Por O Dia

Cerca de 200 equipes de bombeiros-detentos estão atuando no combate as chamas nas florestas da Califórnia. Esta semana, cerca de 550 presidiários foram enviados à região vinícola, onde violentos incêndios se propagaram de forma descontrolada.

Por arriscar a vida na linha de fogo, ganham um dólar por hora, em comparação com um mínimo de 17,7 dólares/hora para um profissional. O principal trabalho dos detentos é evitar que as chamas se propaguem, cortando árvores com serras elétricas e cavando canais com picaretas e arados no pasto, em volta do fogo, para contê-lo.

Comentários

Últimas de Mundo & Ciência