Bandidos que fugiam da PM matam casal

Vítimas estavam na calçada, na Fazenda Botafogo, quando foram atingidas pelo carro

Por O Dia

Um casal morreu atropelado por bandidos que fugiam da Polícia Militar, na Rua Pedro Jório, na Fazenda Botafogo, na noite de quinta-feira. De acordo com a PM, por volta das 22h, Edmilson Santos Filho, de 41 anos, e Priscila Neves dos Santos, 29, estavam na calçada, indo comemorar os poucos meses de namoro, quando foram atingidos pelo carro desgovernado. De acordo com parentes que estiveram ontem no Instituto Médico Legal (IML), no momento da colisão, o casal foi empurrado contra um portão de ferro. A perícia constatou que sofreram traumatismo craniano.

O bandido que dirigia o veículo, identificado como David Barcelos Oliveira Junior, morreu no local. Já o outro, João Carlos Pereira da Silva, foi ferido nas pernas e levado para o Hospital Estadual Carlos Chagas, sob custódia. De acordo com a Delegacia de Homicídios da Capital, responsável pelas investigações, os militares envolvidos na ação foram ouvidos e tiveram suas armas apreendidas e encaminhadas à perícia. Ontem, policiais buscaram imagens de câmeras no entorno do local do acidente.

Familiares e amigos das vítimas estavam inconsoláveis ontem, no IML, enquanto aguardavam a liberação dos corpos. "O telefone dele (Edmilson) não para de tocar, as mensagens do WhatsApp são constantes. As pessoas querem notícia, algumas até questionam se ele de fato morreu" lamentou o irmão Jailson Santos, 46. Para ele, os últimos momentos vividos ao lado de Edmilson serão muito bem lembrados.

"A gente sabe que demora um pouco para passar. Nós não temos mais nossos pais. Éramos muito unidos. Vai fazer muita falta" completou. Já o primo Reginaldo Borges, 43, relembrou que Dimil, como a vítima era conhecida, nasceu e foi criado em Fazenda Botafogo e que era conhecido na área pelo seu jeito extrovertido.

"Ele era muito brincalhão, não lembro dele triste ou desanimado. Até quando estava doente, arrumava sempre um jeito transformar em piada". Edmilson morava com a irmã e os dois sobrinhos em um apartamento.

Comentários

Últimas de Rio De Janeiro